Cotidiano

Em uma hora, projeto consegue viagem de avião para adolescente operar em Curitiba

A jovem Anabele, de 14 anos, enfrenta uma disfunção renal grave e teve a oportunidade de vislumbrar um futuro melhor, logo quando recebeu a notícia de que em Curitiba (PR) havia um rim 100% compatível com o organismo dela. Ela foi avisada na noite de sexta-feira (12). De repente, uma luta contra o tempo começou. […]

Cleber Rabelo Publicado em 13/06/2020, às 15h33

Reprodução, Portal do MS
Reprodução, Portal do MS - Reprodução, Portal do MS

A jovem Anabele, de 14 anos, enfrenta uma disfunção renal grave e teve a oportunidade de vislumbrar um futuro melhor, logo quando recebeu a notícia de que em Curitiba (PR) havia um rim 100% compatível com o organismo dela. Ela foi avisada na noite de sexta-feira (12).

De repente, uma luta contra o tempo começou. Ela tinha poucas horas para estar lá, já que um órgão tem pouco tempo de vida fora do corpo humano. Entrou em ação a Missão Humanitária, iniciada pela Casa Militar do Governo de MS, em parceria com o Projeto Guardiões da Vida. Eles providenciaram um voo até a capital paranaense e levaram a jovem até a cidade.

“Em uma hora e pouco conseguimos mobilizar e fazer com que isso acontecesse. Conseguimos esse transporte de última hora para o tratamento dessa criança”, afirmou um representante do projeto.

Entre os trabalhos realizados pela Casa Militar, para o tenente-coronel Adalberto Ortale Júnior, as missões humanitárias são as mais gratificantes. “E uma grande satisfação salvar uma vida ou poder colaborar para uma vida melhor de uma pessoa que precisa de um transplante”, disse.

Ainda conforme o tenente-coronel, a Casa Militar tem estrutura voltada para atendimento à comunidade. “Se for para salvar vidas, podem contar com a Polícia Militar e o Governo do Estado a qualquer hora do dia e da noite. Além do transporte de autoridades e de observação da fronteira, nosso serviço é voltado para o social, para o sul-mato-grossense”, afirmou.

Jornal Midiamax