Cotidiano

Em Ribas, lista do auxílio emergencial tem de dono de rádio a filha de vereador

A divulgação das listas dos nomes dos beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal pelo Jornal Midiamax tem ajudado a fiscalizar possíveis irregularidades em Mato Grosso do Sul. Em Ribas do Rio Pardo – cidade a 97 quilômetros de Campo Grande, constam na lista nomes que vão de dono de rádio a filha […]

Gabriel Maymone Publicado em 21/06/2020, às 16h23 - Atualizado em 14/07/2020, às 16h16

(Reprodução)
(Reprodução) - (Reprodução)

A divulgação das listas dos nomes dos beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal pelo Jornal Midiamax tem ajudado a fiscalizar possíveis irregularidades em Mato Grosso do Sul. Em Ribas do Rio Pardo – cidade a 97 quilômetros de Campo Grande, constam na lista nomes que vão de dono de rádio a filha de vereador.

De acordo com o Portal da Transparência do Governo Federal, o nome do empresário Najaro Vitalino Machado e de seu filho Najaro Vitalino Machado Júnior aparecem na relação dos que teriam recebido o auxílio. Ele é dono e tem a função de diretor de uma rádio no município.

Também aparece na lista o nome do prefeito de Ribas do Rio Pardo, Paulo Tucura (DEM), Daniella Cardozo Fontebassi, que é assistente social. Ainda da família, a filha do ex-prefeito Paulinho Machado, Ana Paula Fontebassi Machado, que atua como advogada. (Conforme a imagem ao lado, ela mesmo informa em seu perfil no Instagram).

Ana Paula Fontebasse Machado, filha de Paulinho Machado, entrou em contato para esclarecer uma matéria em que surge seu nome. Ana Paula reside em Ribas do Rio Pardo, atua como advogada no município realizando audiências, devido a pandemia o fórum do
Município suspendeu as audiências e ela teve seu serviço totalmente paralisado. Mora com seus filhos, Miguel e Ana Eliza, de 2 anos e 1 ano respectivamente. A advogada informa que fez o cadastro por se enquadrar nos requisitos exigidos, sendo autônoma, mãe e provedora de seu lar. “Meu pai é uma pessoa, eu sou outra. Sou maior, tenho meu trabalho, minha casa”, esclareceu.

Já Najaro Vitalino Machado nega ser sócio da rádio e informa que não tem conhecimento de seu nome estar na lista. “Não tenho conhecimento disso. Estarei amanhã tomando providências para ver o motivo do meu nome estar inserido. E se estiver, eu não saquei e irei providenciar a devolução do valor”, explicou.

No entanto, nem sempre estar na listagem do auxílio emergencial de R$ 600 em Ribas do Rio Pardo significa que o titular fraudou, já que muitos foram surpreendidos com o uso dos dados pessoais no benefício.

A reportagem do Jornal Midiamax não conseguiu contato com os envolvidos para esclarecimentos.

Esses valores são as parcelas já disponibilizadas na conta dos beneficiários, não sendo possível afirmar se foi sacado. Se alguém tiver recebido de forma indevida, também pode usar o link para devolução voluntária.

Vale lembrar que as informações são todas oficiais, disponibilizadas pelo Portal da Transparência do Governo Federal, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU). O Ministério da Cidadania é responsável pela gestão e base de dados do programa assistencial criado por causa da pandemia do novo coronavírus, que causa Covid-19.

Midiamax incentiva o Controle Social

O Jornal Midiamax incentiva em Mato Grosso do Sul o ‘controle social’, que é a participação ativa da população no combate à corrupção com denúncias sobre suspeitas e fraudes no pagamento do Auxílio Emergencial.

Assim, no Portal da Transparência, você pode comunicar oficialmente ao Ministério da Cidadania com a ferramenta Fala.BR. Ou pode ainda indicar se alguém recebe um benefício indevidamente pelo link “Fique de Olho!”.

Achou suspeito? Avise os jornalistas do Midiamax:

No entanto, se quiser informar ao Midiamax sua suspeita, tenha certeza de que nossos jornalistas vão levantar os dados e levar às autoridades responsáveis com o máximo de responsabilidade e garantindo seu sigilo, que é protegido por lei.

*Matéria atualizada às 19h32 para acréscimo de informações

Jornal Midiamax