Cotidiano

Dourados já disponibiliza de 171 leitos para pacientes com coronavírus

Com a ativação de mais 32 leitos clínicos no Hospital Regional de Cirurgias, Dourados se organiza para atender eventual aumento da demanda de pacientes com a Covid-19.  A unidade é referência para 33 municípios em demandas de baixa e média complexidade e procedimentos cirúrgicos. No total, Dourados conta agora com 171 leitos para pacientes do […]

Marcos Morandi Publicado em 14/05/2020, às 07h59 - Atualizado às 08h04

Unidade hospitalar foi readequada. (foto: Ricardo Minella)
Unidade hospitalar foi readequada. (foto: Ricardo Minella) - Unidade hospitalar foi readequada. (foto: Ricardo Minella)

Com a ativação de mais 32 leitos clínicos no Hospital Regional de Cirurgias, Dourados se organiza para atender eventual aumento da demanda de pacientes com a Covid-19.  A unidade é referência para 33 municípios em demandas de baixa e média complexidade e procedimentos cirúrgicos.

No total, Dourados conta agora com 171 leitos para pacientes do coronavírus, viabilizados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) em parceria com o Município, tanto na rede pública quanto em unidades particulares. Destes, 120 são leitos clínicos (108 para adultos e doze para crianças); e 51 são de UTI (48 adultos e três pediátricos).

Além dos 32 que foram estruturados no Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados, os demais leitos clínicos para adultos estão distribuídos da seguinte forma: dezesseis no Hospital da Missão Evangélica Caiuás; 10 no Hospital Evangélico; 19 no Hospital Universitário da UFGD; 26 no Hospital da Vida; e cinco no Hospital Santa Rita. As crianças contam com oito leitos no Hospital Universitário e quatro no Hospital da Missão Caiuás.

Em relação às UTI’s adulto, foram disponibilizadas 13 no Hospital Universitário, 20 no Hospital da Vida, 10 no Hospital Evangélico e cinco no Hospital Santa Rita. As três UTI’s pediátricas estão instaladas no Hospital Universitário.

O Hospital de Cirurgias da Grande Dourados pertence ao Governo do Estado e é administrado pelo Instituto Acqua, sob a supervisão da Secretaria de Estado de Saúde. Antes a unidade atendia somente procedimentos ambulatoriais e cirúrgicos.

Jornal Midiamax