Cotidiano

Dos 35 casos suspeitos de coronavírus nas barreiras sanitárias, 17 vieram da Bolívia

As 17 barreiras sanitárias de Mato Grosso do Sul identificaram 35 pessoas com suspeita do novo coronavírus chegando ao Estado pelas rodovias e aeroporto. Nesta terça-feira (7), o secretário de Governo Eduardo Riedel informou durante a transmissão ao vivo pelo Facebook do governo que foram abordadas 33.149 pessoas. O governo também repatriou 769 brasileiros que […]

Evelin Cáceres Publicado em 07/04/2020, às 11h57 - Atualizado às 13h40

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação

As 17 barreiras sanitárias de Mato Grosso do Sul identificaram 35 pessoas com suspeita do novo coronavírus chegando ao Estado pelas rodovias e aeroporto. Nesta terça-feira (7), o secretário de Governo Eduardo Riedel informou durante a transmissão ao vivo pelo Facebook do governo que foram abordadas 33.149 pessoas.

O governo também repatriou 769 brasileiros que estavam na Bolívia. A maioria foi levada para São Paulo e desses, 17 apresentavam sintomas. “Todos foram casos descartados, mas estão no destino e monitorados”, informou.

Existem postos no Posto Fiscal XV de Novembro, na BR-267, entre Bataguassu e a divisa com São Paulo; Posto Fiscal Jupiá, em Três Lagoas, ambos com a maior entrada de pessoas; o Ilha Grande, em Mundo Novo; Ofaié, em Anaurilândia, Campo Bom, em Chapadão do Sul; Posto Esdras, em Corumbá e Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Com o Posto de Corumbá e as unidades do Ceasa e de Guia Lopes da Laguna, que tem o apoio de servidores do Iagro, o Estado conta com 17 barreiras sanitárias em operação.

Jornal Midiamax