Cotidiano

Ceasa nega ter descartado milhares de tomates e laranjas em terreno

No dia 29 de dezembro do ano passado, o Jornal Midiamax divulgou vídeos de milhares de tomates, centenas de laranjas e até mesmo batatas abandonadas em um terreno, na rua Marquês de Herval, no bairro Nova Lima, em Campo Grande. O morador da região registrou o descarte das frutas e legumes, muitas já estragadas e […]

Renata Fontoura Publicado em 03/01/2020, às 08h23 - Atualizado às 08h36

De acordo com o morador da região, os tomates foram jogados no terreno no dia 28/12. (Foto: Leitor Midiamax)
De acordo com o morador da região, os tomates foram jogados no terreno no dia 28/12. (Foto: Leitor Midiamax) - De acordo com o morador da região, os tomates foram jogados no terreno no dia 28/12. (Foto: Leitor Midiamax)

No dia 29 de dezembro do ano passado, o Jornal Midiamax divulgou vídeos de milhares de tomates, centenas de laranjas e até mesmo batatas abandonadas em um terreno, na rua Marquês de Herval, no bairro Nova Lima, em Campo Grande.

O morador da região registrou o descarte das frutas e legumes, muitas já estragadas e mofadas, alegando que a CEASA, empresa de abastecimento de Mato Grosso do Sul, tenha sido autora dos descartes realizados desde o dia 22 até o dia 28 de dezembro. O senhor que flagrou a região conhecida por “desova dos alimentos” ainda disse que não é a primeira vez que aquilo era visto.

A Ceasa retornou o contato da reportagem e afirmou que o estabelecimento é responsável por uma parte da comercialização. “Temos a responsabilidade de disponibilizar espaço para os comerciantes venderem seus produtos e os produtores escoarem sua produção. Já temos uma central de coleta de resíduos para receber esses produtos. Em relação aos alimentos descartados no bairro Nova Lima foi feito por algum comerciante ou produtor”, finalizaram.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax