Cotidiano

Desaparecidos estavam pescando quando foram arrastados para dentro do córrego

O Corpo de Bombeiros segue nas buscas pelas 3 pessoas que desapareceram na tarde desta sexta-feira (4), durante temporal, no Jardim Ouro Preto, imediações do Jardim Centenário, em Campo Grande. Quatro crianças estavam pescando no local quando forram arrastados por uma “cabeça d’água”, mas 2 conseguiram voltar. O tio de 2 crianças entrou nas águas […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 04/12/2020, às 19h41 - Atualizado às 19h42

Bombeiros fazem buscas pelas crianças e o parente (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Bombeiros fazem buscas pelas crianças e o parente (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Bombeiros fazem buscas pelas crianças e o parente (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

O Corpo de Bombeiros segue nas buscas pelas 3 pessoas que desapareceram na tarde desta sexta-feira (4), durante temporal, no Jardim Ouro Preto, imediações do Jardim Centenário, em Campo Grande. Quatro crianças estavam pescando no local quando forram arrastados por uma “cabeça d’água”, mas 2 conseguiram voltar. O tio de 2 crianças entrou nas águas para tentar um resgate e também acabou desaparecendo.  Por conta da baixa visibilidade ao anoitecer, os militares estão realizando buscas superficiais nas margens do rio.

O tenente Alex Fernandes explicou que recebeu um chamado, por volta das 17h48, informando que havia pessoas desaparecidas no córrego. De acordo com o militar, 4 crianças estavam pescando na beira do local quando uma “cabeça d’água” atingiu os garotos de 8, 12, 13 e 15 anos. Dois deles conseguiram voltar para a superfície e pediram ajuda. Desesperado, o tio deles desceu a margem e entrou nas águas em busca das crianças. No entanto, testemunhas informaram para os bombeiros que viram o tio e um dos sobrinhos saindo do córrego pela margem.

Ainda conforme informações, o homem, de 36 anos, e os sobrinhos de 8 e 15 anos foram arrastados para dentro do córrego e desapareceram. Protocolos dos Bombeiros não permite mergulhadores durante a noite por causa da baixa visibilidade.  As buscas de mergulho devem iniciar assim que amanhecer, neste sábado (5).

Jornal Midiamax