A Defesa Civil mantém o alerta para risco de tempestade para esta terça e quarta-feira (10 e 11) em . Durante o temporal de ontem (9), o órgão recebeu 15 chamadas para ocorrências.

Conforme o coordenador da e Defesa Civil, coronel bombeiro Armindo Oliveira Franco, o órgão recebe as denúncias pelo telefone 199 e faz o encaminhamento às instituições competentes.

Das 15 chamadas recebidas nessa segunda-feira, a maioria eram pequenos alagamentos “que não chegaram a invadir casas de moradores”, informa. O restante eram árvores que obstruíram vias importantes de Campo Grande. Os ventos chegaram a 58 km/h e o volume de registrado foi de 21mm.

A prefeitura informou que as equipes continuam trabalhando para reparar os danos causados pela tempestade. “Equipes da Sisep [Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos] estão trabalhando na limpeza de bocas de lobo, raspagem de areia e pedra levados pela enxurrada em pontos isolados. Prossegue a remoção de galhos e árvores derrubados pelo vendaval”.

Para esta terça-feira, o alerta é o mesmo de segunda-feira. “São ocorrências de , enxurradas e inundações. Aqui temos mais alagamentos e quedas de árvores, devido ao vento muito forte”, esclareceu o coordenador.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) também emitiu alerta para tempestade em todo o Mato Grosso do Sul nesta terça-feira. O Inmet orienta que a população permaneça atenta pois há risco de chuva forte entre 50 e 100 milímetros, ventos com intensidade entre 60 e 100 km/h e queda de granizo nesta terça. Além de riscos de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.