Cotidiano

Coronavírus: SES emite alerta pedindo que todos fiquem em casa após às 21h

Com o avanço do coronavírus e hospitais com lotação em 100%, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) emitiu um novo alerta sanitário para os moradores de Campo Grande. A recomendação é que os campo-grandenses evitem sair de casa entre as 21 horas e as 5 da madrugada. O toque de recolher em vigor na […]

Mylena Rocha Publicado em 28/11/2020, às 11h10 - Atualizado às 11h22

None

Com o avanço do coronavírus e hospitais com lotação em 100%, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) emitiu um novo alerta sanitário para os moradores de Campo Grande. A recomendação é que os campo-grandenses evitem sair de casa entre as 21 horas e as 5 da madrugada. O toque de recolher em vigor na Capital começa somente à meia-noite.

Em nota divulgada, a SES explica que com a proximidade das festas de fim de ano, a antecipação do pagamento e do 13º salário dos funcionários públicos e a realização da Black Friday, aumenta a circulação de pessoas nas ruas. A secretaria alerta para o aumento de casos, de internações e sobre a falta de leitos nos hospitais da Capital.

“É nossa responsabilidade, informar que a semana epidemiológica 47 que começou no 15 de novembro, apresentou um aumento expressivo do número de casos SRAG/COVID em Campo Grande, aumento que continuou ao longo desta semana à 48. Houve também um aumento expressivo nos casos de isolamento domiciliar, ou seja, pessoas suspeitas e/ou confirmadas que precisam estar isoladas de outras pessoas, bem como, o dobro do número de internações no Estado de Mato Grosso do Sul. Já estamos com superlotações nos hospitais da Capital”, disse.

Segundo a SES, o perfil dos infectados em Campo Grande é de jovens de 20 a 39 anos. Como pessoas dessa idade têm a vida social mais ativa e frequentam espaços coletivos, podem acabar levando o vírus para suas famílias, em especial aos idosos, que são comprovadamente mais vulneráveis à forma grave do coronavírus.

Diante do cenário, a SES ressaltou que campo-grandenses façam uso de máscaras, mantenham medidas de higiene, evitem aglomerações e permaneçam em casa das 21 horas às cinco da madrugada.

Além disso, pediu que comércios em geral aumentem as regras de biossegurança e exijam que as pessoas dentro de seus estabelecimentos usem máscaras, façam a higienização das mãos com álcool e mantenham distanciamento entre si. Comerciantes não devem permitir aglomerações em frente aos seus estabelecimentos.

Jornal Midiamax