Cotidiano

Coronavírus: grupo de 80 brasileiros que deixou a Bolívia chega a Corumbá

Maioria dos brasileiros é de estudantes de Medicina que estão voltando às suas casas por conta da pandemia de coronavírus.

Humberto Marques Publicado em 09/07/2020, às 15h04

Brasileiros devem se submeter a medidas de biossegurança antes de voltar ao país. (Foto: Diário Corumbaense)
Brasileiros devem se submeter a medidas de biossegurança antes de voltar ao país. (Foto: Diário Corumbaense) - Brasileiros devem se submeter a medidas de biossegurança antes de voltar ao país. (Foto: Diário Corumbaense)

Um grupo com cerca de 80 brasileiros que deixaram a Bolívia chegou nesta quinta-feira (9) a Corumbá –a 419 km de Campo Grande. A maioria é de estudantes de Medicina que deixaram as cidades de Cochabamba e Santa Cruz de la Sierra e passam por repatriação por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19).

O grupo está de passagem por Corumbá antes de seus integrantes seguirem para as cidades de origem, conforme o Diário Corumbaense. O processo de repatriamento ocorre desde abril e é de mão dupla: bolivianos que estão no Brasil também passam pela região. Nos dois casos, a travessia da fronteira ocorre mediante protocolos de biossegurança e com apresentação exigida pelos dois países.

A princípio, os brasileiros seguirão em ônibus para Goiânia (GO) e Campo Grande. Na Capital sul-mato-grossense, devem fazer conexões rumo a outras cidades.

Ao chegarem ao lado boliviano da fronteira, os brasileiros passam pelo setor de Migração, atravessam para o Brasil a pé e, na sequência, passam pelos trâmites de Segurança e da Vigilância Sanitária –como a triagem para evitar a propagação da Covid-19.

Equipes da Agetrat (Agência Municipal de Trânsito), Vigilância Sanitária, Polícia Federal, Polícia Militar, PRF (Polícia Rodoviária Federal), Corpo de Bombeiros, Receita Federal e Exército integram a força-tarefa que recepciona os brasileiros na linha de fronteira. Depois do controle migratório e de receberem autorização, eles seguem viagem.

Todos também são orientados a permanecerem em isolamento domiciliar por 7 dias caso estejam assintomáticos e por 14 caso tenham sintomas de Covid-19. O mesmo vale para moradores de Corumbá que integram o grupo.

A fronteira entre Brasil e Bolívia foi fechada pelos dois países, em virtude da pandemia de coronavírus, com cada país adotando regras específicas de enfrentamento à pandemia. Em geral, apenas veículos de carga estão autorizados a seguirem viagem a fim de evitar desabastecimento. Aqueles que desejam voltar aos seus países só o conseguem mediante trâmites burocráticos, sob pena de terem as viagens barradas.

Jornal Midiamax