Cotidiano

Convite é para nos ‘edificarmos’, diz Dom Dimas na abertura da Campanha da Fraternidade

Durante a missa de abertura da Campanha da Fraternidade, da Igreja Católica, o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, afirmou que o tema deste ano é convite para edificação. “O importante nesta Quaresma é crescer como igreja e pessoa samaritana”, disse aos fiéis. A missa de abertura ocorreu no Ginásio Poliesportivo Dom […]

Mayara Bueno Publicado em 01/03/2020, às 12h03 - Atualizado às 16h32

Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas. (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax).
Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas. (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax). - Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas. (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax).

Durante a missa de abertura da Campanha da Fraternidade, da Igreja Católica, o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, afirmou que o tema deste ano é convite para edificação.

“O importante nesta Quaresma é crescer como igreja e pessoa samaritana”, disse aos fiéis. A missa de abertura ocorreu no Ginásio Poliesportivo Dom Bosco e pelo menos cinco pessoas se reuniram no local neste domingo (1º).

O tema da campanha de 2020, ‘Fraternidade e vida: dom e compromisso’, foi divulgado na quarta-feira (26). O lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” surgiu com a parábola do bom samaritano e busca incentivar que fiéis vivam melhor a quaresma e ajudem as pessoas.

Na ocasião, Dom Dimas explicou que a campanha tem três passos, indicados pela CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil). O primeiro é da conversão pessoal de cada pessoa, no sentido de ver a dificuldade no outro e se importar. O segundo nível é da família, já o terceiro âmbito é da comunidade.

Jornal Midiamax