Cotidiano

Pastores declaram apoio às normas para conter o avanço da pandemia em Dourados

O presidente do Conped (Conselho de Pastores Evangélicos de Dourados), Marcos Camargo Clemente, divulgou hoje uma “Nota de Esclarecimento” sobre as manifestações realizadas pelo Conpaed (Conselho de Pastores Pentecostais de Dourados) no pátio da Prefeitura na tarde de domingo (12). Marcos Clemente disse que o Conped respeita o direito e liberdade de expressão e que […]

Marcos Morandi Publicado em 14/07/2020, às 10h36 - Atualizado às 10h38

Documento foi entregue em reunião na prefeitura. (Foto: A.Frota)
Documento foi entregue em reunião na prefeitura. (Foto: A.Frota) - Documento foi entregue em reunião na prefeitura. (Foto: A.Frota)

O presidente do Conped (Conselho de Pastores Evangélicos de Dourados), Marcos Camargo Clemente, divulgou hoje uma “Nota de Esclarecimento” sobre as manifestações realizadas pelo Conpaed (Conselho de Pastores Pentecostais de Dourados) no pátio da Prefeitura na tarde de domingo (12).

Marcos Clemente disse que o Conped respeita o direito e liberdade de expressão e que não apoia e nem incentiva essa manifestação por entender que “esse não é o caminho”.

“Queremos afirmar também que temos orado por nossa cidade, pedindo a Deus que nos capacite com sabedoria do alto para que tanto a Prefeitura quanto Comitê possam, juntos com toda a população e demais lideranças da cidade, encontrar uma solução para conter a proliferação do Convid-19 em nossa cidade”, diz o presidente do Conped.

A “Nota de Esclarecimento” foi entregue à assessora especial da prefeitura, advogada Patrícia Donzelli Bulcão na sala de reuniões da prefeitura e contou com a presença do vereador Maurício Lemes, novo líder da prefeita na Câmara Municipal.

No documento o Conped afirma que “independente das decisões tomadas pela excelentíssima prefeita, Comitê e Secretaria de Saúde, vamos continuar obedecendo aos decretos, respeitando as decisões tomadas e orando para que Deus guarde nossa cidade como também a vida de todos os senhores que de forma tão intensa tem lutado pelo bem de nossa cidade”.

O Conselho de Pastores também solicitou no documento que a prefeita libere um culto de cinquenta minutos apenas no domingo com o limite de cinquenta pessoas seguindo todas as normas preventivas.

Durante a entrega da Nota de Esclarecimento o Conped também sugeriu que a prefeitura convoque as igrejas para ajudar no combate a pandemia, orientando seus fiéis.

Jornal Midiamax