Cotidiano

Comitê da Educação faz reunião nesta quinta para pedir retorno às aulas em 2021

A Comissão Estadual Provisória de Volta às Aulas se reúne nesta quinta-feira (27) para discutir o retorno dos alunos às escolas em Mato Grosso do Sul. Entidades da educação irão defender o retorno somente em 2021. Apesar de o comitê discutir o retorno no âmbito estadual, as discussões e decisões tomadas podem ser aproveitadas como […]

Gabriel Maymone Publicado em 27/08/2020, às 07h45 - Atualizado às 12h55

(Foto: Reprodução/redes sociais).
(Foto: Reprodução/redes sociais). - (Foto: Reprodução/redes sociais).

A Comissão Estadual Provisória de Volta às Aulas se reúne nesta quinta-feira (27) para discutir o retorno dos alunos às escolas em Mato Grosso do Sul. Entidades da educação irão defender o retorno somente em 2021.

Apesar de o comitê discutir o retorno no âmbito estadual, as discussões e decisões tomadas podem ser aproveitadas como base para deliberações municipais. É o que espera o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) – maior entidade de profissionais do estado, Jaime Teixeira. “Esperamos que as decisões tomadas pelo comitê sejam respeitadas pelos municípios”.

Conforme o dirigente, a entidade defende que o retorno seja somente em 2021 “e com os protocolos da OMS. Agora, não temos condições de termos aulas por vários motivos”, disse Teixeira, reforçando que esse é o pensamento da maioria das entidades ligadas à educação em MS.

Rede estadual

Mesmo sem ter realizado a primeira reunião com o comitê, na última live da SED (Secretaria de Estado de Educação), a secretária Maria Cecília Amendola da Motta adiantou que o decreto que suspende as aulas até o dia 7 de setembro será prorrogado e que o ensino continuará remoto, pelo menos, até o fim do bimestre.

A titular da SED destacou que a data de retorno será definida em conjunto com a comissão que é formada, ainda, pelo CEE (Conselho Estadual de Educação), Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior e MPMS (Ministério Público Estadual).

Rede Municipal

Em  Campo Grande, o município também criou um comitê para debater o retorno das aulas presenciais nas escolas. A secretária municipal,  Elza Fernandes Ortelhado, disse que esta semana será a primeira reunião do grupo.

Particulares

Em Campo Grande, o retorno das particulares está pré-definido para 10 de setembro. Entretanto, a data ainda precisa ser confirmada em reunião na semana que vem, no dia 3, entre MPMS, prefeitura e representantes das escolas particulares.

Mobilização de pais

Com maioria contra levar os filhos para a escola em plena pandemia, pais de alunos criaram até um grupo no Facebook para protestar contra o retorno: “Ano Letivo se recupera ,Vidas Não!!! MS”.

Criado há 10 dias, o grupo já conta com mais de 200 membros e todos defendem que só haja o retorno quando houver condições seguras para as crianças.

Jornal Midiamax