Cotidiano

Com quase 500 mil assinaturas, estudantes de MS pressionam Salles por medidas no Pantanal

Os incêndios que ocorrem no Pantanal já foram responsáveis por desmatar, segundo o Ibama, uma área de 1,5 milhão de hectares. As imagens de animais mortos e a vegetação em chamas sensibilizou pessoas de todo o Brasil e mundo, além, é claro, de todas idades. Foi esse fator, de querer fazer algo, que motivou dois […]

Gabriel Neves Publicado em 15/09/2020, às 08h00 - Atualizado às 11h55

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal - Foto: Arquivo Pessoal

Os incêndios que ocorrem no Pantanal já foram responsáveis por desmatar, segundo o Ibama, uma área de 1,5 milhão de hectares. As imagens de animais mortos e a vegetação em chamas sensibilizou pessoas de todo o Brasil e mundo, além, é claro, de todas idades.

Foi esse fator, de querer fazer algo, que motivou dois estudantes de Campo Grande, a criar um abaixo assinado com o objetivo de conversar diretamente com o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para pedir medidas mais efetivas no combate as queimadas.

Hoje o documento online possui mais de 410 mil assinaturas, se aproximando do objetivo de 500 mil. Quem começou todo esse movimento foi o estudante Gabriel Adami, de 15 anos, que explica ter chegado até a ideia de criar o abaixo assinado após um tuíte publicado no dia 13 de agosto deste ano.

A publicação é uma tread, uma espécie de texto fracionado em diversas postagens pequenas, nele Gabriel questiona porque a internet não se mobilizava ou falava sobre as queimadas que ocorriam no Pantanal.

Um mês após a publicação, a postagens já mais de 2.200 curtidas, número que pode até parecer pequeno, mas foi o impulsionador que fez Gabriel criar o documento que conta om centenas de milhares de assinaturas.

Com a ideia formada, Gabriel contou com a ajuda de uma colega de escola, Maria Siravegna, de 14 anos, que embarcou no proposito. Para Gabriel, ações de preservação são necessárias para que o pantanal possa ser aproveitado no futuro, inclusive por ele próprio.

“O Pantanal tem uma biodiversidade muito grande, isso me motivou a fazer isso (o abaixo), conservar o meio ambiente é vital para as novas gerações. Como eu sou novo, eu não sei se até lá, quando eu tiver os meus 30 ou 40 anos, eu vou ter o pleno direito disso (aproveitar o Pantanal), para assegurar que a gente tenha um futuro com o meio ambiente”, disse Gabriel.

O abaixo assinado, criado recentemente, explodiu nas redes sociais, principalmente após o compartilhado feito por figuras conhecidas na internet, como a influencer Maju Trindade e o influenciador Álvaro Xaro.

A movimentação rendeu frutos

Ainda não é possível afirmar que o objetivo principal, uma reunião com o Ricardo Salles, já foi alcançado, mas os esforços da dupla de estudantes já renderam os primeiros contatos com o Ministério do Meio Ambiente.

“Eu conversei com a secretária do chefe de gabinete do ministro, na semana passada. Ela falou para enviar por e-mail com um requerimento de reunião juntamente com a lista das assinaturas e eu enviei. No outro dia eu liguei para saber se o e-mail havia sido recebido e ela falou que já havia sido enviado para o chefe de gabinete, que não estava no ministério na semana passada, somente nesta semana”, explicou Gabriel, que diz acreditar caso “tudo der certo ele (chefe de gabinete) verá o requerimento essa semana”.

Para acessar o documento clique aqui.

Jornal Midiamax