Cotidiano

Com isolamento contra o coronavírus abaixo de 40%, secretário alerta para impacto futuro

Ao iniciar a apresentação dos dados de atualização de casos de coronavírus em Mato Grosso do Sul –que confirmaram 1.489 infectados e 20 óbitos– na manhã deste domingo (31), o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, pediu para fazer uma observação: a caminho do Parque dos Poderes, disse ter verificado multidões se aglomerando na […]

Humberto Marques Publicado em 31/05/2020, às 15h28 - Atualizado em 01/06/2020, às 06h49

Percentual de moradores de MS que aderiu ao isolamento foi de 39,77% no sábado. (Imagem: In Loco/Reprodução)
Percentual de moradores de MS que aderiu ao isolamento foi de 39,77% no sábado. (Imagem: In Loco/Reprodução) - Percentual de moradores de MS que aderiu ao isolamento foi de 39,77% no sábado. (Imagem: In Loco/Reprodução)

Ao iniciar a apresentação dos dados de atualização de casos de coronavírus em Mato Grosso do Sul –que confirmaram 1.489 infectados e 20 óbitos– na manhã deste domingo (31), o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, pediu para fazer uma observação: a caminho do Parque dos Poderes, disse ter verificado multidões se aglomerando na região. “Andando, caminhando em grupos, famílias inteiras, inclusive sem o uso das máscaras e, de longe, não estão acreditando que possa acontecer algo com suas famílias”, anotou.

A informação serviu para alertar a população sobre a importância de apoiar o isolamento social, método até aqui defendido como o mais eficaz para evitar a contaminação pela Covid-19.

No sábado (30), a taxa de isolamento social de Mato Grosso do Sul foi de 39,17%, a quarta mais baixa do Brasil –Goiás (37,93%), Tocantins (38,49%) e Mato Grosso (39,1%) apresentaram índices piores. No outro extremo, o Amapá atingiu 50.47%. A média nacional foi de 42,6%.

Os dados constam no site da consultoria In Loco, que monitora a movimentação das pessoas a partir dos sinais de telefones celulares. Em todos os casos, os índices estão abaixo de 60% de adesão da população, percentual considerado o mínimo para o isolamento social surtir efeito.

“Está parecendo que a vida está normal. Na cidade também há grandes concentrações, com o comércio funcionando com regularidade. Queremos mostrar nossa preocupação porque a taxa de isolamento de hoje vai repercutir daqui a 15 dias, assim como os dados de hoje mostram o que era o isolamento 15 dias atrás”, antecipou o secretário, salientando o crescimento “vertiginoso e exponencial”, que a Covid-19 sofre no Estado –indo ao encontro de estudos que apontavam evolução da doença a partir da 20ª semana do ano.

No Estado, 50 dos 79 municípios já registraram casos de Covid-19. Campo Grande (293 casos), Dourados (279), Guia Lopes da Laguna (230), Três Lagoas (144), Fátima do Sul (65), Rio Brilhante (64), Bonito (46), Douradina (46), Itaporã (45) e Jardim (33) lideram o ranking.

Jornal Midiamax