Cotidiano

VÍDEO: Shopping China e outlet reabrem lojas e registram movimento na fronteira com MS

Conforme já haviam anunciado na semana passada, mesmo sem decreto do governo paraguaio, Shopping China e Planet Outlet decidiram reabrir as portas nesta segunda feira (5). As duas grandes lojas que funcionam na fronteira entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã estavam fechadas há sete meses. Mesmo não tendo  ter sido publicado nenhum decreto oficializando […]

Marcos Morandi Publicado em 05/10/2020, às 10h30 - Atualizado às 15h51

Lojas reabrem na fronteira. (Foto: Wanderlei Alem)
Lojas reabrem na fronteira. (Foto: Wanderlei Alem) - Lojas reabrem na fronteira. (Foto: Wanderlei Alem)

Conforme já haviam anunciado na semana passada, mesmo sem decreto do governo paraguaio, Shopping China e Planet Outlet decidiram reabrir as portas nesta segunda feira (5). As duas grandes lojas que funcionam na fronteira entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã estavam fechadas há sete meses.

Mesmo não tendo  ter sido publicado nenhum decreto oficializando a reabertura, todas as cercas de arame, pneus e obstáculos de madeiras que impediam os acessos às Linha Internacional foram retirados.

A reportagem do Midiamax apurou que apesar de não  existir nenhuma cerca de arame impedindo a passagem de turistas, o movimento nas duas lojas ainda é pequeno. Alguns brasileiros ainda estão evitando cruzar com os veículos do outro lado da fronteira por que temem multa que pode chegar a R$ 2.000,00.

Para marcar a reabertura do Shopping China, os funcionários que tinham perdido seus postos de emprego e foram readmitidos, fizeram uma solenidade comemorando a data. Cerca de 500 trabalhadores aparecem em vídeo que circula nas redes sociais cantando uma música tradicional na fronteira, com bandeirinhas paraguaias e brasileiras.

Medidas de segurança

Segundo  diretor do Shopping China, Felipe Cogorno Álvarez, a empresa está adotando todas as medidas de segurança e seguindo o protocolo do Ministério da Saúde do Paraguai. “Estamos com equipamentos de última geração e sinalização, para que os clientes possam ficar longe um dos outros, a nossa loja é muito ampla”, explica.

Segundo Cogorno, pelo tamanho da loja não há um limite estipulado de pessoas por enquanto neste primeiro momento de abertura. “A loja e o estacionamento são amplos, as pessoas vão lavar as mãos antes de entrar, com sabonete e álcool em gel”, afirma.

Jornal Midiamax