Cotidiano

Com ‘enxurrada’ de anúncios na OLX, compensa comprar bicicleta elétrica? Veja prós e contras

Veja algumas dicas para comprar a sua bicicleta elétrica e não se arrepender depois; Lista com prós e contras e se vale a pena ou não

Gabriel Maymone Publicado em 04/10/2020, às 14h00 - Atualizado em 05/10/2020, às 07h48

Ciclovia da Afonso Pena são muito utilizadas por usuários de bicicletas elétricas. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)
Ciclovia da Afonso Pena são muito utilizadas por usuários de bicicletas elétricas. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax) - Ciclovia da Afonso Pena são muito utilizadas por usuários de bicicletas elétricas. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

Basta uma rápida procura em grupos de venda na internet que é possível constatar vários anúncios de bicicleta elétrica, a maioria com pouco tempo de uso. Na maioria dos casos, o vendedor ainda tem parcelas pendentes e a situação gera desconfiança em quem pensa em adquirir o veículo.

Antes de adquirir uma bicicleta elétrica, é necessário prestar atenção em algumas informações para não se arrepender depois. Principalmente por se tratar de uma aquisição de grande valor, pois os modelos mais simples custam em torno de R$ 3 mil.

Comprar uma bicicleta elétrica pode ser uma boa ideia ou não, dependendo do seu objetivo, das atividades realizadas no seu dia a dia e do trajeto que irá percorrer (elevação do terreno e distância percorrida).

Com ‘enxurrada’ de anúncios na OLX, compensa comprar bicicleta elétrica? Veja prós e contras
Anúncios de bicicleta elétrica são de pessoas que compraram veículo a pouco tempo. (Imagem: Reprodução)

Quem tem diz o quê?

Conforme o engenheiro eletricista Bruno Egues de Arruda, da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), o primeiro ponto a ser analisado é a distância que a pessoa pretende percorrer.

“Uma bicicleta elétrica comum tem autonomia média de 20 km”, explica, mas é necessário prestar atenção que essa é a distância até que seja feita uma nova recarga, que pode ser feita no serviço, por exemplo.

O engenheiro, que também tem uma bicicleta elétrica, explica que as baterias destes equipamentos são feitas com íons de lítio. “Elas [baterias] têm durabilidade contada em ciclos de recarga que podem ser superiores a 1000 vezes, isso significa que a capacidade de armazenamento irá reduzir a 90%, 80%, 70% e durar cerca de 3 anos”.

O auxiliar de produção Rodrigo França já teve uma, mas analisa que hoje em dia o preço da bateria está muito caro e é um componente que precisa ser comprado com certa frequência. “Tem que ficar verificando se não tem que trocar”, avalia. Ele já teve que trocar a bateria da bicicleta 5 vezes. A peça custa em torno de R$ 250.

Outro problema recorrente é com pneus. “A única coisa comum nas bicicletas é furar os pneus, mas isso você mesmo resolve na hora. É só trocar a câmara e seguir”, relatou.

bicicleta elétrica
Bicicleta elétrica roda em torno de 20km com uma recarga. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

O mesmo problema foi relatado por Thiago Silva. “Ando a cidade toda e nunca tive problema com ela a não ser furar o pneu”.

Questão de “din din”…

Entre os impedimentos para a compra estão o valor, que é metade do necessário para comprar uma Honda Pop, que custa em torno de R$ 6 mil. “A desvantagem da moto é a CNH, que na maioria das vezes é cara”.

Ainda falando em dinheiro, outro ponto crucial na decisão é o valor gasto para rodar. Enquanto que para rodar 40km, você vai precisar fazer duas recargas na moto e gastar cerca de R$ 0,50, para percorrer a mesma distância de moto será necessário cerca de 1 litro de gasolina, que está na faixa dos R$ 4,40. A longo prazo a diferença é impressionante.

A manutenção é outro ponto positivo, “é a mesma que uma bicicleta comum, manter os pneus calibrados, peças lubrificadas, mas o mais importe é evitar que o veículo se molhe, pode até pegar uma leve garoa, passar um pano úmido, mas nunca deixar que a água entre para os circuitos de controle, como o acelerador, baterias, motor e controlador”, explica o engenheiro Bruno.

Com ‘enxurrada’ de anúncios na OLX, compensa comprar bicicleta elétrica? Veja prós e contras

Prós e Contras

Vale a pena comprar uma bicicleta elétrica?

PRÓSCONTRAS
Não precisa tirar CNHCapacidade de rodar apenas 20km por recarga
Baixo custo para recarregar a bateriaNão tem ponto de recarga nas ruas
Não precisa pagar impostos nem seguro obrigatórioImpossibilidade de subir ruas muito íngremes
Fácil manutençãoSubstituição da bateria é cara
Não polui o meio ambiente
Jornal Midiamax