Cotidiano

Com atualização do aplicativo, mães adolescentes podem solicitar auxílio emergencial

A partir deste sábado (30), mães com menos de 18 anos podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600, que tem valor de R$ 1,2 mil para mães solteiras. A inclusão dessas mães foi inclusa na atualização do aplicativo, que já está na 16ª versão e foi liberada hoje pela Caixa Econômica Federal. O cadastro […]

Dândara Genelhú Publicado em 30/05/2020, às 16h41

 (Foto Ilustrativa)
(Foto Ilustrativa) - (Foto Ilustrativa)

A partir deste sábado (30), mães com menos de 18 anos podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600, que tem valor de R$ 1,2 mil para mães solteiras. A inclusão dessas mães foi inclusa na atualização do aplicativo, que já está na 16ª versão e foi liberada hoje pela Caixa Econômica Federal.

O cadastro no auxílio emergencial pode ser feito até a próxima quarta-feira (03). A inclusão das mães menores de idade foi realizada após tramitação da medida provisória que instituiu o benefício.

Em coletiva, a vice-presidente de Tecnologia da Caixa, Tatiana Thomé, explicou como o benefício deve funcionar. A mãe menor de idade precisa cadastrar pelo menos dois membros da família, ou seja, ela própria e pelo menos um filho.

Caso a adolescente pertença a uma família maior e algum membro já tenha se cadastrado no auxílio emergencial, ela precisará realizar o cadastro compatível com o do outro membro da família. Para as adolescentes que ainda estão grávidas, o auxílio não será liberado, pois é necessário informar o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) da criança.

O restante do processo de solicitação do auxílio é o mesmo dos demais, basta preencher os dados requisitados no aplicativo e finalizar o cadastro. A mãe poderá acompanhar, no próprio aplicativo, a avaliação do benefício, que deve ser feita em até 20 dias, de acordo com conciliação recente.

Jornal Midiamax