Com apenas 40,7% das pessoas em quarentena, MS segue com segundo pior isolamento do país

Na última segunda-feira (13), Mato Grosso do Sul registrou o pior índice de isolamento do mês de abril, apenas 40,7% das pessoas se mantiveram em casa em todo o estado. Em nível nacional, MS é o segundo estado com maior desrespeito das medidas de isolamento social. A última contabilização do índice de isolamento, da segunda-feira […]
| 14/04/2020
- 18:38
Com apenas 40,7% das pessoas em quarentena, MS segue com segundo pior isolamento do país
(Leonardo de França, Midiamax) - (Leonardo de França, Midiamax)

Na última segunda-feira (13), registrou o pior índice de isolamento do mês de abril, apenas 40,7% das pessoas se mantiveram em casa em todo o estado. Em nível nacional, MS é o segundo estado com maior desrespeito das medidas de isolamento social.

A última contabilização do índice de isolamento, da segunda-feira (13), mostra que mais sul-mato-grossenses quebraram a quarentena do que na véspera do feriado da Sexta-feira Santa. No dia 9 de abril cerca de 42,3% dos cidadãos de MS ficaram em casa.

Mesmo com as medidas estaduais e municipais, a população do estado não respeitam a principal forma de enfrentamento do , que é o isolamento social. Recentemente o governador Reinaldo Azambuja afirmou que não descarta a possibilidade de um bloqueio total da mobilidade dentro do estado.

“Se nós não tivermos a consciência das pessoas de ficar em casa, evitar sair de casa, nós vamos chegar a esse momento”, declarou. Reinaldo afirmou que caso não haja consciência da sociedade, a medida poderá ser tomada. “Podemos ir sim para uma medida extrema, para decretar isso. Nós todos temos que ser conscientes”, ressaltou.

Menor índice de isolamento social

Entre os municípios de MS, os que mais desrespeitam a quarentena e possuem maior fluxo de pessoas são Rio Verde de Mato Grosso (30,1%), Bodoquena (32,3%), Taquarussu (32,8%), Coronel Sapucaia (33,5%), Nioaque (34,5%), Tacuru (34,7%), Laguna Carapã (34,8%), Jardim (35,2%), Rio Brilhante (35,4%) e São Gabriel do Oeste (35,8%). Os índices de porcentagem representam a parcela da população que se manteve em isolamento social na última segunda-feira (13).

Em Campo Grande, o último registro aponta que apenas 41% da população respeitou a quarentena e manteve o isolamento social. Segundo os dados do monitoramento do governo, este é o menor índice das últimas quatro semanas.

Analisando o histórico de isolamento social das últimas semanas, todos na segunda-feira, percebe-se que o número de pessoas que ficam em casa diminuiu gradativamente. No dia 23 de março a taxa era de 54,6% de pessoas em quarentena, este número caiu para 48,8% no dia 30 de março e chegou a 42,1% em 6 de abril.

Veja também

Tutora do Batata, da raça "gato-de-bengala", procura pelo animal que desapareceu nas mediações da Rua...

Últimas notícias