Cotidiano

Com 42 mortes e 68 mil notificações, MS é o segundo estado em incidência de dengue

Com 68 mil notificações por dengue, Mato Grosso do Sul fica em segundo lugar no ranking dos estados com mais casos no Brasil. Com uma incidência de casos considerada alta, MS já tem 42 mortes causadas pela doença. Nesta semana, foram registradas três novas mortes no boletim epidemiológico de dengue no estado. Os novos óbitos […]

Mylena Rocha Publicado em 27/08/2020, às 12h44 - Atualizado às 17h57

(Foto: Divulgação/ PMCG)
(Foto: Divulgação/ PMCG) - (Foto: Divulgação/ PMCG)

Com 68 mil notificações por dengue, Mato Grosso do Sul fica em segundo lugar no ranking dos estados com mais casos no Brasil. Com uma incidência de casos considerada alta, MS já tem 42 mortes causadas pela doença.

Nesta semana, foram registradas três novas mortes no boletim epidemiológico de dengue no estado. Os novos óbitos foram registrados nos meses de junho, julho e agosto, mas só são incluídos nas estatísticas após investigação e comunicação tardia por parte dos municípios.

Conforme o boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde), as mortes correspondem a um idoso de 72 anos em Itaporã, mas que teria sido contaminado no Paraná. Os outros óbitos são de uma idosa de 68 anos em Miranda e uma mulher de 58 anos em Anastácio. As três vítimas tinham comorbidades, como tabagismo, obesidade, entre outros.

Em Mato Grosso do Sul, as cidades com maior incidência de dengue são Douradina, com 411 notificações; São Gabriel do Oeste, com 1.839 notificações; Novo Horizonte do Sul, com 251; Anaurilândia, com 557 e Jateí, com 238. 

A taxa de incidência é calculada pela relação do número de notificações com a população local. Campo Grande registrou 17.368 notificações e também tem uma taxa de incidência considerada alta.

Jornal Midiamax