Um dos primeiros focos de surtos de coronavírus em Mato Grosso do Sul prepara a retomada das atividades comerciais no período noturno e da prática esportiva, mediante restrições. Decreto baixado pela Prefeitura de Batayporã –a 312 km de Campo Grande– nesta terça-feira flexibiliza o funcionamento dos estabelecimentos e de outras atividades em meio à pandemia de Covid-19.

Até o momento, Batayporã registrou 58 casos de coronavírus, com 3 óbitos –2 deles no início de abril, pouco depois de o vírus “desembarcar” em Mato Grosso do Sul. A cidade é uma das 59 que o Programa Prosseguir, do Governo do Estado, qualificou como de Grau Alto quanto ao risco de contágio, sendo recomendadas a manutenção apenas de atividades essenciais e das não essenciais de baixo risco –um novo mapa de situação deve ser divulgado até quinta-feira (30), embora as orientações não sejam obrigatórias para as cidades.

Apesar da reabertura gradual, a administração de Batayporã pede “o empenho de toda a população” para um retorno “seguro e consciente”.

As medidas entraram em vigor nesta terça-feira e valerão até 31 de agosto. Pelo decreto 67/2020, lanchonetes, bares, restaurantes, padarias, conveniências, sorveterias e similares voltarão a funcionar sob condições especiais: o atendimento será das 5h às 22h, com consumo no local em mesas com até 4 assentos e a 2 metros umas das outras e lotação máxima de 50% da capacidade do ambiente.

Dos estabelecimentos, ainda será exigida obediência aos protocolos e medidas de segurança, como distanciamento social mínimo de 1 metro entre as pessoas, uso de máscara e sanitização das mãos com álcool 70%.

O toque de recolher na cidade será das 22h às 5h, excluindo profissionais de Saúde e Segurança Pública, atendimentos em situação de emergência ou outra questão justificada, sob pena de condução do infrator ao endereço.

Esportes como voleibol e bocha serão liberados, desde que ao ar livre e sem aglomerações, com distanciamento social e procedimentos de higiene e sanitários. Contudo, é vedada a participação de atletas com mais de 60 anos e dos grupos de risco para o coronavírus –no caso da bocha, podem participar até 4 pessoas no entorno da cancha e 4 jogando; e no do voleibol serão 10 no entorno e 6 jogadores.

Por outro lado, festas e encontros familiares, entre outros que gerem aglomerações, continuam proibidos.

A administração municipal prestará atendimento das 7h às 13h –exceto nas áreas de Segurança Pública, Saúde e Limpeza Pública–, com funcionários públicos a no mínimo 2 metros uns dos outros e álcool gel à disposição, bem como higienização constante de ambientes comuns. Servidores com mais de 60 anos, gestantes e lactantes, além de portadores de doenças crônicas, devem seguir as orientações do decreto 45/2020.

O atendimento presencial à população só ocorrerá em extrema urgência, se não puder ser prestado por telefone ou e-mail. As repartições públicas também tiveram a capacidade de público limitada a 50%. Em caso de filas, o responsável pelo setor deve as organizar com distância mínima de 2 metros entre os usuários.

Infrações serão apuradas e estarão sujeitas a sanções cíveis e criminais, com a fiscalização sendo realizada por servidores municipais ao lado das Polícias Militar e Civil, Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Guarda Municipal e demais autoridades competentes.