Cotidiano

Chuvisco interrompe estiagem, mas pancada de chuva deve acontecer a partir de segunda em Campo Grande

A tão esperada chuva não apareceu neste domingo (20) em Campo Grande, mas deve chegar nesta segunda-feira (21), de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima). Por outro lado, 12 cidades do interior registraram chuva na noite deste sábado (19). A meteorologista do Cemtec, Franciane Rodrigues, explicou que houve chuvisco […]

Dayene Paz Publicado em 20/09/2020, às 16h39 - Atualizado em 21/09/2020, às 08h07

(Foto: Marcos Ermínio)
(Foto: Marcos Ermínio) - (Foto: Marcos Ermínio)

A tão esperada chuva não apareceu neste domingo (20) em Campo Grande, mas deve chegar nesta segunda-feira (21), de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima). Por outro lado, 12 cidades do interior registraram chuva na noite deste sábado (19).

A meteorologista do Cemtec, Franciane Rodrigues, explicou que houve chuvisco no início da manhã na Capital. “Em Campo Grande, houve uns chuviscos, mas no início da manhã. As pancadas de chuva, da mesma forma que aconteceram em alguns municípios do interior, a gente espera para amanha (21) e terça (22)”, disse.

Isso porque, segundo Franciane, um sistema denominado “cavado” em médios níveis, vai permitir a formação de nuvens com potencial para pancadas de chuva.

Chuva no interior

A chuva ainda não chegou na Capital de Mato Grosso do Sul, mas já aliviou o tempo seco em cidades do interior na noite deste sábado (19).A chuva deu fim à estiagem em 12 cidades, sendo que em alguns municípios foi apenas uma garoa, com volume menor do que 1 mm.

A cidade que registrou volume maior de chuva na noite de sábado (19) foi Dourados, com 17,5 mm. Em Itaporã, o acumulado foi de 15,8 mm, em Caarapó foi de 8,5 mm, Laguna Carapã teve 8,6 mm, enquanto em Nova Alvorada do Sul foi de 7,4 mm.

Outras cidades de MS registraram pouca chuva: Rio Brilhante (3,4 mm), Ivinhema (1,5 mm), Aral Moreira (1,1 mm), Corumbá (1,1 mm), Ponta Porã (0,4 mm), Miranda (0,4 mm) e Ribas do Rio Pardo (0,2 mm).

Jornal Midiamax