Chuva ainda não é suficiente para melhorar nível dos rios em MS, aponta Imasul

Mesmo com o fim da estiagem e o início do período de chuvas, o volume registrado ainda não foi suficiente para melhorar o nível dos rios de Mato Grosso do Sul. Depois de ter cinco pontos em alerta, o nível dos rios de Mato Grosso do Sul apresentou pequena melhora e registrou quatro pontos abaixo […]
| 20/10/2020
- 14:28
Chuva ainda não é suficiente para melhorar nível dos rios em MS, aponta Imasul
Em Porto Murtinho, Rio Paraguai tem ponto crítico. (Foto: Folha de Murtinho) - Em Porto Murtinho, Rio Paraguai tem ponto crítico. (Foto: Folha de Murtinho)

Mesmo com o fim da estiagem e o início do período de chuvas, o volume registrado ainda não foi suficiente para melhorar o nível dos rios de . Depois de ter cinco pontos em alerta, o nível dos rios de Mato Grosso do Sul apresentou pequena melhora e registrou quatro pontos abaixo do recomendado. Os dados são do (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Conforme o boletim, no mês de setembro – o mais crítico, o estado chegou a ter 5 pontos em alerta pelo Imasul. No dia 22 de setembro, o nível dos rios Paraguai, Piquiri, Aquidauana e Pardo estavam em alerta.

Então, a chegada da chuva em outubro cravou o fim do período de estiagem em MS. Entretanto, o volume das precipitações ainda não foi suficiente para normalizar o nível dos rios.

O boletim desta terça-feira (20) mostra que a situação ainda é crítica, principalmente no Rio Paraguai. A régua de Ladário marcou -30cm, sendo que há um mês o nível estava positivo em 19cm.

A última medição obtida para o ponto de Porto Esperança foi de -93cm. No dia 20 de setembro o nível estava em -49cm. Já em Porto Murtinho, nesta terça-feira, o nível do rio mediu 99cm, quando há 30 dias estava 154cm.

Melhorou

Nesta semana, o nível do rio Piquiri, em São José do Piquiri, saiu do nível de alerta. No dia 18, estava medindo 168cm e subiu para 172cm nesta terça-feira.

O Rio Aquidauana também não tem pontos em alerta. No mês passado, na cidade de mesmo nome, ele chegou a ficar 18 dias em alerta, mas já recuperou a marca de 200cm e está em seu  nível normal.

A Fazenda Buriti interrompeu a medição do Rio Pardo no dia 3 de outubro. Então, até a data, o nível do rio continuava em alerta.

Veja também

A prefeitura retoma recapeamento na área central nesta sexta-feira (19), em Campo Grande. As equipes...

Últimas notícias