Cotidiano

Pelo menos 9 cidades de MS devem decretar situação de emergência após temporal

Pelo menos 9 cidades foram gravemente afetadas pelo temporal que atingiu Mato Grosso do Sul, nesta segunda-feira (26). Segundo a Defesa Civil, podem demorar 48 horas para contabilizar estragos causados pela chuva forte. Os municípios que podem decretar situação de emergência são: Caarapó, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Dourados, Ivinhema, Itaporã, Juti e Nioaque. Dentre os danos […]

Karina Campos Publicado em 26/10/2020, às 16h31 - Atualizado em 27/10/2020, às 08h39

Em Itaporã, temporal arrancou telhado (Foto: Reprodução)
Em Itaporã, temporal arrancou telhado (Foto: Reprodução) - Em Itaporã, temporal arrancou telhado (Foto: Reprodução)

Pelo menos 9 cidades foram gravemente afetadas pelo temporal que atingiu Mato Grosso do Sul, nesta segunda-feira (26). Segundo a Defesa Civil, podem demorar 48 horas para contabilizar estragos causados pela chuva forte.

Os municípios que podem decretar situação de emergência são: Caarapó, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Dourados, Ivinhema, Itaporã, Juti e Nioaque. Dentre os danos estão registros de queda de postes de luz e árvores, falta de energia elétrica, destelhamento de casas e comércios, alagamentos e até mesmo feridos por raio.

Ainda de acordo com o monitoramento, famílias ficaram ilhadas nas residências e precisaram ser retiradas do local com apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Exército.

A prefeitura de Dourados foi a primeira decretar emergência. Mais de 17 bairros da região estão sem energia elétrica. Várias árvores também danificação a fiação da rede.

O coordenador da Defesa Civil, coronel Fábio Catarineli, explicou que equipes estão recebendo dados, porém, a contabilidade do prejuízo pode demorar, em vista que há previsão durante a semana.

“Equipes municipais de Defesa Civil estão fazendo avaliação de danos. Já temos alguns relatos de estragos. Mas precisamos desse levantamento oficial para inserir no sistema”, explicou o coordenador da Defesa Civil Estadual.

Jornal Midiamax