Cotidiano

Cerca de 100 mil cães e gatos foram vacinados durante campanha antirrábica em Campo Grande

A prefeitura de Campo Grande divulgou, na sexta-feira (4), um balanço parcial da campanha de vacinação antirrábica em animais domésticos. Cerca de 100 mil cães e gatos foram vacinados desde o início de agosto. Conforme o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), a campanha continua percorrendo casas em bairros das regiões da Capital, incluindo a […]

Karina Campos Publicado em 05/12/2020, às 08h14 - Atualizado às 08h57

(Foto: Divulgação/PMCG)
(Foto: Divulgação/PMCG) - (Foto: Divulgação/PMCG)

A prefeitura de Campo Grande divulgou, na sexta-feira (4), um balanço parcial da campanha de vacinação antirrábica em animais domésticos. Cerca de 100 mil cães e gatos foram vacinados desde o início de agosto.

Conforme o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), a campanha continua percorrendo casas em bairros das regiões da Capital, incluindo a zona rural do município. Cerca de 62% dos animais domésticos foram vacinados. A meta é alcançar 160 bichos.

A raiva é um vírus que pode matar mamíferos como cães, gatos, bois, cavalos, porcos, morcegos e humanos. A doença é transmitida principalmente pela mordida, mas também por arranhões, unhadas ou lambidas de animais contaminados. Por isso, eles devem ser vacinados todos os anos.

O último caso da doença foi registrado em 1968, na Capital, em humanos e em 2001 em um cão que teve contato com um morcego contaminado. Embora os casos tenham acontecido há muito tempo, o vírus continua em circulação.

As visitações em casas estão sendo feitas por servidores uniformizados e com equipamentos de proteção, para evitar transmissão de coronavírus. Todos os servidores foram testados para a doença na semana passada.

Caso o tutor não esteja em casa no momento em que a equipe estiver no bairro será deixado um comunicado para que o tutor leve o animal ao CCZ para a aplicação da vacina antirrábica. O horário de funcionamento do órgão para vacinação é de segunda a sexta-feira, de 7 às 21 horas, aos sábados, domingos e feriados, de 6 às 22 horas.

Jornal Midiamax