Cotidiano

Candidato desiste das eleições para reitor da UFMS após denúncia de plágio

Após ter o programa de gestão acusado de plágio, Augustin Malzac desistiu de concorrer ao cargo de reitor da UFMS.

Dândara Genelhú Publicado em 10/07/2020, às 18h22 - Atualizado em 11/07/2020, às 16h23

 (Foto: Divulgação/UFMS)
(Foto: Divulgação/UFMS) - (Foto: Divulgação/UFMS)

Após ter o programa de gestão acusado de plágio, Augustin Malzac desistiu de concorrer ao cargo de reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Augustin concorria pela chapa “UFMS para [email protected]” e retirou a candidatura nesta sexta-feira (10).

O plano de gestão apresentado pelo candidato possuía 11% de conteúdo plagiado, segundo a Comissão Eleitoral. O material foi criado originalmente pela Chapa Juntos Pela UFF (Universidade Federal Fluminense), instituição do Rio de Janeiro.

Como vice, Augustin tinha Marta Nunes da Costa, que promovia lives nas redes sociais para discutir as propostas da chapa. Além do plágio no plano de gestão, o então candidato era visto com posicionamento político de direita.

Isto pois Augustin frequentou Colégio Militar no Ensino Fundamental e Médio. Além disto, cursou especialização em Medicina Militar na Escola de Saúde do Exército.

Os responsáveis pela denúncia de plágio são o atual reitor Marcelo Turine e a vice-reitora Camila Ítavo. Juntos eles compõe a chapa “Todos Somos + UFMS”

Eleições UFMS – As eleições para nova gestão da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) devem acontecer em 17 de julho. Então, devido a pandemia do coronavírus e a suspensão das aulas presenciais, os processos acontecerão por meio de plataforma online.

Jornal Midiamax