Cotidiano

Campo-grandenses têm intenção de gastar menos com presente no Dia dos Pais

O Dia dos Pais, comemorado no segundo domingo de agosto, deve ser uma das datas que os consumidores estejam planejando gastar menos do que o habitual. Segundo a pesquisa apresentada nesta quinta-feira (6) pelo Procon Municipal de Campo Grande, cerca de 61% dos campo-grandenses têm a intenção de gastar menos do que o ano passado. […]

Vinícius Costa Publicado em 06/08/2020, às 16h24 - Atualizado em 07/08/2020, às 10h32

Imagem Ilustrativa | Henrique Arakaki | Midiamax
Imagem Ilustrativa | Henrique Arakaki | Midiamax - Imagem Ilustrativa | Henrique Arakaki | Midiamax

O Dia dos Pais, comemorado no segundo domingo de agosto, deve ser uma das datas que os consumidores estejam planejando gastar menos do que o habitual. Segundo a pesquisa apresentada nesta quinta-feira (6) pelo Procon Municipal de Campo Grande, cerca de 61% dos campo-grandenses têm a intenção de gastar menos do que o ano passado.

A pesquisa que foi realizada com 100 consumidores por meio de telefone e aplicativo de mensagens, por conta do novo coronavírus. Entre eles, 28% decidiram comprar presentes na mesma faixa etária de preço do ano passado e apenas 11% dos entrevistados planejam um pouco além do normal.

Na pandemia, os mesmos 61% dos consumidores pretendem gastar menos do que R$ 100 nas compras e sem a pandemia, apenas 18% disseram que gastariam abaixo do valor. Outros 32% apontaram que devem gastar nesta semana algo entre R$ 100 e R$ 200, mas que sem a pandemia, o número de consumidores subiria para 60%.

Um dos fatores que mais influenciam os consumidores a irem às compras são as promoções e ofertas, segundo 31% dos entrevistados. O preço do produto com 26% e atendimento com 20% completam a preferência dos clientes na hora da compra.

Roupas lideram escolhas

As roupas parecem ser o principal atrativo para presentear os pais no próximo domingo. De acordo com a pesquisa, 35% optam pelos vestuários, enquanto perfumes aparecerem como uma segunda preferência e acessórios completam o pódio de presentes.

Para que as compras sejam mais viáveis, 71% dos entrevistados também disseram que pretendem andar pelas lojas para fazer a tradicional pesquisa de preços e verificar onde está mais barato.

Jornal Midiamax