Cotidiano

Quarentena contra coronavírus fecha agências bancárias em Campo Grande

A Prefeitura de Campo Grande estendeu o decreto de emergência sobre o funcionamento de estabelecimentos comerciais e incluiu a suspensão do atendimento presencial em agências bancárias da capital a partir de amanhã até o dia 5 de abril, de acordo com Diário Oficinal publicado nesta sexta-feira (20). O autoatendimento das agências deve continuar funcionando normalmente. […]

Matheus Maderal Publicado em 20/03/2020, às 12h16 - Atualizado às 16h23

Foto ilustrativa
Foto ilustrativa - Foto ilustrativa

A Prefeitura de Campo Grande estendeu o decreto de emergência sobre o funcionamento de estabelecimentos comerciais e incluiu a suspensão do atendimento presencial em agências bancárias da capital a partir de amanhã até o dia 5 de abril, de acordo com Diário Oficinal publicado nesta sexta-feira (20). O autoatendimento das agências deve continuar funcionando normalmente.

Também foi incluído no decreto de emergência para conter a ameaça representada pela pandemia de coronavírus o fechamento de casas noturnas e estabelecimentos voltados a realização de festas.

Um decreto publicado ontem já havia determinado a suspensão dos serviços no comércio em geral, com exceção de farmácias, hipermercados, supermercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos.

As determinações, assinadas pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), reduzem a 20 o número de pessoas em cultos, estabelecimentos comerciais e eventos e bloqueiam os cartões do transporte coletivo de estudantes e idosos.

No texto, também fica proibida a presença de pessoa idosa em qualquer um desses locais, ‘sob pena de cassação do alvará e licença de funcionamento’. Segundo a prefeitura, as medidas restritivas serão tomadas por etapas, conforme for ocorrendo o avanço da doença.

Jornal Midiamax