Cotidiano

Bombeiros fecham rua após abelhas atacarem pessoas na Vila Almeida

O ataque de abelhas e duas pessoas, na Vila Almeida, em Campo Grande, acabou com o fechamento da rua Miranda com a rua Arthur Bernardo pelo Corpo de Bombeiros, na manhã desta terça-feira (13). Uma das vítimas seria alérgica a abelhas. Informações passadas pelo tenente dos bombeiros, Cordeiro, ao Jornal Midiamax são de que uma […]

Thatiana Melo Publicado em 13/10/2020, às 09h06 - Atualizado às 12h23

(Henrique Arakaki, Midiamax)
(Henrique Arakaki, Midiamax) - (Henrique Arakaki, Midiamax)

O ataque de abelhas e duas pessoas, na Vila Almeida, em Campo Grande, acabou com o fechamento da rua Miranda com a rua Arthur Bernardo pelo Corpo de Bombeiros, na manhã desta terça-feira (13). Uma das vítimas seria alérgica a abelhas.

Informações passadas pelo tenente dos bombeiros, Cordeiro, ao Jornal Midiamax são de que uma mulher de 54 anos teria sido atacada primeiro pelas abelhas que estavam em um cano da casa do lado externo. A vítima ficou rodeada de abelhas e gritava por socorri na rua, sendo que a mãe dela foi ajudar e também acabou atacada.

Um senhor que passava na rua também foi picado pelas abelhas, mas ele foi sozinho procurar ajuda médica. Já a mulher ficou com o rosto bem inchado devido ao ataque e foi levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Vila Almeida. A irmã da vítima disse que está preocupada com o estado de saúde da mulher pelo fato de ela ser alérgica.

Os bombeiros fecharam a rua que deve permanecer interditada por todo o dia. Veneno foi aplicado nas abelhas. Ainda de acordo com o militar dos bombeiros, esse tipo de ataque é mais comum em áreas rurais, na cidade é bem difícil e o clima é tempo não influenciam em nada.

Jornal Midiamax