Cotidiano

Após ser destruída por vândalos, ponte que serve para escoar soja é reconstruída em Campo Grande

Já está liberado o tráfego na ponte sobre o Rio Anhanduí, na CG-342, que atravessa a região que concentra a maior produção agrícola da Capital com 12 mil hectares plantados de soja. A ponte, que substituiu a antiga, destruída em fevereiro numa ação de vândalos, liga Campo Grande ao município de Nova Alvorada do Sul. […]

Gabriel Maymone Publicado em 28/12/2020, às 10h25 - Atualizado às 10h58

Caminhões com soja podem encurtar trajeto até BR-163 pela ponte. (Foto: PMCG / Divulgação)
Caminhões com soja podem encurtar trajeto até BR-163 pela ponte. (Foto: PMCG / Divulgação) - Caminhões com soja podem encurtar trajeto até BR-163 pela ponte. (Foto: PMCG / Divulgação)

Já está liberado o tráfego na ponte sobre o Rio Anhanduí, na CG-342, que atravessa a região que concentra a maior produção agrícola da Capital com 12 mil hectares plantados de soja. A ponte, que substituiu a antiga, destruída em fevereiro numa ação de vândalos, liga Campo Grande ao município de Nova Alvorada do Sul.

A ponte é considerada estratégica a esses produtores de soja, uma vez que encurta em 20km o trajeto até a BR-163, principal rodovia para escoar os grãos e também para receber insumos agrícolas para a produção.

Desde a ordem de serviço, após homologada a construção da licitação, foram 4 meses de obras na ponte que custou R$ 418.140,90. Nos últimos 4 anos a Prefeitura construiu reformou outras 46 das 86 pontes existentes na malha viária rural.

Novas pontes

Na semana passada foi aberta a licitação para a reforma de mais 4 pontes de pequeno porte: uma de 8,50 metros de vão sobre o um afluente do Córrego Ceroula, na região do Assentamento Sucuri; na CG-315, sobre o Córrego Cabeceira Dois Bois, com 5 metros; na CG-040, no Córrego Limpo, com 17,7 metros de vão e a 4ª, na CG-486, ramal 3, com 10 metros de extensão no Rio Anhanduí. O investimento previsto é de R$ 241 mil, com abertura das propostas das empresas participantes, no dia 4 de fevereiro.

No planejamento de 2021 da prefeitura está prevista a construção de 6 pontes de concreto, com investimento de R$ 5 milhões, recurso alocado junto à Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste). As pontes estão projetadas para serem construídas em três afluentes do Rio Anhanduí (na estrada vicinal CG-286); no Córrego Liso (CG-342); no Córrego Engano (CG-112) e no Córrego Lageado (CG-010). Em parceria com o Governo Estado deve ser construída uma ponte de concreto, com 60 metros de extensão, na CG-284, proximidades do quilômetro 192 da BR-267.

Jornal Midiamax