Cotidiano

Após incêndio danificar rede, energia clandestina da Favela do Mandela é cortada

O incêndio que atingiu a área de vegetação no Jardim Presidente acabou atingindo a rede elétrica do bairro e revelando a ligação de energia clandestina que havia na Favela do Mandela, em Campo Grande. A ligação foi cortada e a concessionária explicou que a manutenção já está sendo feita. Conforme nota da Energisa, empresa que […]

Mariane Chianezi Publicado em 14/08/2020, às 16h15

Foto: Henrique Arakaki, Midiamax
Foto: Henrique Arakaki, Midiamax - Foto: Henrique Arakaki, Midiamax

O incêndio que atingiu a área de vegetação no Jardim Presidente acabou atingindo a rede elétrica do bairro e revelando a ligação de energia clandestina que havia na Favela do Mandela, em Campo Grande. A ligação foi cortada e a concessionária explicou que a manutenção já está sendo feita.

Conforme nota da Energisa, empresa que administra a distribuição de energia na Capital, as chamas atingiram a fiação e prejudicou a energia elétrica na região. Após a averiguação, o ‘gato’ que fornecia luz para os moradores foi cortado.

“A Energia esclarece que o incêndio próximo à favela do Mandela atingiu a rede elétrica e provocou o desligamento da energia de moradores com ligação clandestina. Cabe ressaltar que a ligação clandestina de energia oferece riscos à população, pois sobrecarrega a rede podendo ocasionar acidentes com mortes, incêndios, choques elétricos e curto-circuito”, disse a empresa.

Equipes da concessionária estão no local junto com o Corpo de Bombeiros para efetuar os reparos na rede.

Incêndio na vegetação

incêndio que atinge um terreno no Jardim Presidente segue sendo controlado por equipes do Corpo de Bombeiros, mas fogo que se alastrava para a Favela do Mandela, localizado aos fundos do bairro, foi controlado. As equipes agora trabalham para conter as chamas que se estendem para o outro sentido ao da favela.

Conforme um dos moradores, que preferiu não se identificar, os incêndios na vegetação acontecem todos os anos desde 2014 quando ele se mudou para o Jardim Presidente. Ainda não se sabe a origem da queimada.

O fogo, segundo informações apuradas pela reportagem no local, começou próximo a Rua Osmar Assis Saueia no lado direito e se alastrou rapidamente para o sentido esquerdo. A favela, que fica no lado direito da rua, não corre mais riscos de ser atingida pelas chamas.

Jornal Midiamax