Cotidiano

Após aglomerações, Prefeitura libera apenas delivery nas conveniências

A Prefeitura de Campo Grande resolveu impôr medidas mais rigorosas para conveniências, após flagrar aglomerações.

Dândara Genelhú Publicado em 18/07/2020, às 14h15

Foto: Leonardo de França | Midiamax.
Foto: Leonardo de França | Midiamax. - Foto: Leonardo de França | Midiamax.

Após flagrar aglomerações nas lojas de conveniências de Campo Grande, a Prefeitura Municipal resolveu impôr medidas mais rigorosas para o setor. A partir deste domingo (19), conveniências da Capital poderão funcionar apenas em sistema delivery aos finais de semana.

A medida foi anunciada em transmissão ao vivo, pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), e deve ser oficializada por meio de alteração do decreto municipal. “A partir de amanhã, não vai poder mais as conveniências atenderem aos sábados e domingos pela grade”, afirmou.

De acordo com o prefeito, era permitido o sistema pague e leve nestes estabelecimentos, que deveriam funcionar com grades para evitar a entrada de clientes. Entretanto, no primeiro dia de fiscalizações, as equipes da Prefeitura encontraram cinco conveniências com aglomerações nas calçadas.

Assim, para que a aglomeração não gere multa para os proprietários, o prefeito afirmou que será proibida a venda de qualquer forma presencial. “Você pode estar ali com a portinha aberta e você leva na casa dela”, sugeriu para casos em que as pessoas se dirijam até o local.

Jornal Midiamax