Cotidiano

Após 20 anos de buscas em Santa Catarina, família encontra desaparecido em MS

Cesar Borba desapareceu quando tinha 43 anos na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. Após 20 anos, hoje com 63 anos de idade, foi localizado na cidade de Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande. Nesta terça-feira (21), Cesar pôde conversar com a família, inclusive com a mãe de 90 anos. Na época do desaparecimento, […]

Dayene Paz Publicado em 22/07/2020, às 15h14 - Atualizado em 23/07/2020, às 08h28

Polícia promoveu vídeo chamada e homem em alguns dias estará com família. Imagem: Divulgação PCMS
Polícia promoveu vídeo chamada e homem em alguns dias estará com família. Imagem: Divulgação PCMS - Polícia promoveu vídeo chamada e homem em alguns dias estará com família. Imagem: Divulgação PCMS

Cesar Borba desapareceu quando tinha 43 anos na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. Após 20 anos, hoje com 63 anos de idade, foi localizado na cidade de Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande. Nesta terça-feira (21), Cesar pôde conversar com a família, inclusive com a mãe de 90 anos. Na época do desaparecimento, familiares registraram ocorrências e fizeram diversas buscas na cidade catarinense, mas nunca obtiveram pistas.

O homem havia chegado no município de Bonito em maio deste ano e se encontrava em situação de rua. O Creas (Centro de Referência em Assistência Social) constatou que o homem possui atraso cognitivo e sabia somente seu nome e o prenome de sua mãe.

A assistência social acionou a Delegacia de Bonito que deu início às investigações sobre as origens de Cesar e conseguiu contatar uma sobrinha do homem desaparecido, na cidade de Florianópolis (SC). A mulher relatou que, em razão de sua saúde, o tio tinha o hábito de fugir de casa, mas nunca ia para muito longe.

A mulher contou que após seu desaparecimento, a família registrou diversas ocorrências na Polícia Civil de Santa Catarina e promoveu buscas, mas nunca obtiveram nenhuma pista sobre o tio até a ligação do investigador de Bonito.

“Como já havia muito anos que Cesar estava desaparecido, os familiares chegaram a acreditar que ele poderia já ter falecido”, contou Reinaldo dos Santos Gomes, investigador de polícia responsável pelas investigações.

Nesta terça-feira (21), os policiais civis de Bonito promoveram uma vídeo chamada com os familiares do idoso. A ligação foi emocionante quando Cesar conversou com os irmãos, sobrinhos e a mãe. Cesar está sendo assistido pela prefeitura de Bonito, enquanto a Delegacia de Polícia e a assistência social providenciam seu retorno a Florianópolis, para reencontrar sua família.

Jornal Midiamax