Cotidiano

Ansiedade pré-Enem: Candidatos e especialista contam como lidar com a espera pelo resultado

Previsto para esta sexta-feira (17), é de praxe que a divulgação do resultado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) gere expectativa e até mesmo inquietação nos estudantes que fizeram a prova. Além de aumentar a ansiedade, quem se preparou durante todo o ano e fez a prova a fim de conquistar um lugar nas […]

Ana Paula Chuva Publicado em 15/01/2020, às 16h02 - Atualizado às 22h18

Resultado do Enem será divulgado nesta sexta-feira (17) | Foto: Marcello Casal | Agência Brasil
Resultado do Enem será divulgado nesta sexta-feira (17) | Foto: Marcello Casal | Agência Brasil - Resultado do Enem será divulgado nesta sexta-feira (17) | Foto: Marcello Casal | Agência Brasil

Previsto para esta sexta-feira (17), é de praxe que a divulgação do resultado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) gere expectativa e até mesmo inquietação nos estudantes que fizeram a prova. Além de aumentar a ansiedade, quem se preparou durante todo o ano e fez a prova a fim de conquistar um lugar nas universidades públicas passa até por alguns momentos de sofrimento.

Toda essa questão emocional traz uma grande questão: Afinal, como lidar com os sentimentos que surgem às vésperas do resultado e manter o equilíbrio emocional até o dia da “grande publicação”?

Ansiedade pré-Enem: Candidatos e especialista contam como lidar com a espera pelo resultado
Candidato dirigindo-se ao local de aplicação da prova do Enem 2020 | Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

Em Campo Grande, Guilherme Saravy, de 19 anos, contou que realizou o exame pela segunda vez em 2019, e tem procurado não pensar no resultado. “Tô preferindo não pensar para não ficar triste, é minha segunda vez fazendo o Enem, não quero criar expectativas antes da hora”, disse.

Tática também usada por João Jacobina, de 19 anos. Segundo ele a ansiedade começou no primeiro dia de aula do cursinho preparatório, mas aumenta ainda mais perto do resultado do exame. “Confesso que não fico pensando muito, estou vivendo um dia de cada vez até o resultado do Enem. Procuro fazer as coisas que gosto como caminhar e sair com meus amigos, até o trabalho ajuda nessas horas, apesar de ser difícil não pensar”, contou.

Este também é o segundo ano que João faz o exame, e ele ressalta que precisa estar preparado inclusive para o resultado negativo. “Tenho que estar preparado para tudo. Não é fácil e claro, não é o que eu quero esperar, mas preciso estar preparado pro resultado negativo, o que me deixa mais nervoso ainda.”, relatou.

Como lidar com a expectativa?

De acordo com o psiquiatra André Salles, do HUB (Hospital Universitário de Brasília), aproveitar as férias para colocar em prática atividades que os candidatos gostam de fazer pode – e muito – ajudar os estudantes a esvaziar a mente e aliviar o stress da inevitável espera.

Ansiedade pré-Enem: Candidatos e especialista contam como lidar com a espera pelo resultado
(Wilson Dias, Agência Brasil)

Além disso, os jovens devem aproveitar o momento e, junto com alguma pessoa próxima e traçar planos e avaliar as possibilidades realmente viáveis dentro das desejadas pelos estudantes.  “Assim o estudante pode já traçar um plano, mesmo que seja geral, das possibilidades que tem para enfrentar num futuro próximo. ”, pontua André Salles.

Outra alternativa para diminuir a ansiedade é a prática esportiva. Para o psiquiatra, os esportes e lazer ajudam a melhorar a saúde mental. “Mesmo com mudanças na vida ou uma rotina mais atarefada, é primordial colocar dentro da nossa rotina diária um momento, um horário para poder praticar atividade física ou práticas integrativas.”, destacou André em entrevista ao MEC (Ministério da Educação).

Os estudantes também devem evitar, principalmente os mais ansiosos e tensos, ler notícias sobre o assunto, especulações. Como também diminuir o consumo de cafeína ou de substâncias termogênicas que podem aumentar a ansiedade, além de qualquer tipo de situação que atrapalhe o sono.

E se não der pra passar?

Muitas vezes. o resultado não é o que o estudante esperava, fazendo com que seja fundamental aprender a lidar com a frustração. Há várias perspectivas para isso, inclusive, aproveitar o resultado para iniciar uma autoavaliação do desempenho e ver de que forma algumas rotinas de estudos, gatilhos de estresse ou outras circunstâncias precisam ser encaradas.

“O lado bom de um resultado negativo é que a pessoa pode avaliar o que não foi feito da maneira correta dentro do seu planejamento anual, para que consiga se reorganizar para o próximo ciclo.”, concluiu o psiquiatra. Reavaliar fracassos e desempenhos ruins, inclusive, é uma habilidade que se aprende e, também, uma virtude que se leva para toda a vida.

Jornal Midiamax