Cotidiano

Vídeo: filhotes de gatos são abandonados na Vila Margarida e agora precisam de lar

Em pleno mês de conscientização sobre abandono de animais, dezembro verde, ainda há pessoas que cometem tal ato. Câmeras de segurança de uma residência flagram momentos em que um carro estaciona em uma rua na Vila Margarida e deixa quatro filhotes de gato na calçada. Adriana Freitas mora na casa onde contém as filmagens e […]

Ana Palma Publicado em 07/12/2019, às 16h25 - Atualizado às 16h40

(Foto: Leitora Adriana Freitas)
(Foto: Leitora Adriana Freitas) - (Foto: Leitora Adriana Freitas)

Em pleno mês de conscientização sobre abandono de animais, dezembro verde, ainda há pessoas que cometem tal ato. Câmeras de segurança de uma residência flagram momentos em que um carro estaciona em uma rua na Vila Margarida e deixa quatro filhotes de gato na calçada. Adriana Freitas mora na casa onde contém as filmagens e chegou a resgatar os felinos que agora precisam de lar.

Na filmagem, uma mulher para o carro e desce com quatro gatos, caminha certa distância e volta as pressas para dentro do veículo. Um dos felinos ainda corre atrás da mulher.

Segundo a moradora, dois gatos já conseguiram lar, mas ainda há outros dois filhotes disponíveis para adoção. “Resgatei e levei a uma clínica para hospedagem, pois tenho cachorros e não dá para mante-los no mesmo ambiente. A população precisa se conscientizar sobre o abandono de animais, assim como nós eles também têm sentimentos. Se tem um animal em casa, castre-o, se não castrou e teve cria então doe, não abandone” afirma.

Quem se interessar pela adoção dos filhotes que ainda estão sob os cuidados de Adriana, pode entrar em contato com ela pelo telefone (67) 99225-9798.

Dezembro Verde

Em Mato Grosso do Sul, a campanha Dezembro Verde tem o objetivo de conscientizar a população de que o abandono é crime, além de ser um ato cruel que pode condenar o animal à morte.

Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) apontam que existem cerca de 30 milhões de animais abandonados nas ruas no Brasil, destes 20 milhões são cachorros e 10 milhões são gatos. Existe no Brasil uma população canina de 55,2 milhões e uma felina de 22 milhões, segundo estimativas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No entanto, nem todos esses animais possuem um lar definitivo, por isso são chamados de animais em situação de rua.

Nesses casos, alguns já nascem de animais sem donos. Entretanto, alguns são abandonados por pessoas que adotaram ou compraram. O abandono é uma forma de maus-tratos, considerado crime, e está previsto no artigo 32 da lei 9.605/98. A pena é de três meses a um ano de detenção e multa. Se houver morte do animal a pena é aumentada em um sexto a um terço.

Também é considerado crime manter animais em lugares anti-higiênicos ou que lhes impeçam a respiração, o movimento ou o descanso, ou os privem de ar ou luz. Outros exemplos são: deixar o animal sem água ou sem comida; abandonar animal doente, ferido, extenuado ou mutilado ou deixar de ministrar-lhe tudo o que humanitariamente se lhe possa prover, inclusive assistência veterinária.

Se presenciar atos de maus tratos ou abandono entre em contato com a Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) pelo número 190 ou procurar a delegacia pessoalmente. O CCZ também atende denúncias de abandono pelo telefone (67) 3313-5000.

Jornal Midiamax