Cotidiano

VÍDEO: Do alto, incêndio e destruição no Pantanal de MS impressionam

Um dos quatros pontos críticos apontados pela força-tarefa montada para combater e monitorar os incêndios em Mato Grosso do Sul é Aquidauana, região pantaneira que sofre com as queimadas. Imagens aéreas de sobrevoo feito pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil revelam o cenário de destruição. Do alto é possível ver vários focos ativos de […]

Aliny Mary Dias Publicado em 12/09/2019, às 14h26 - Atualizado em 13/09/2019, às 09h06

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

Um dos quatros pontos críticos apontados pela força-tarefa montada para combater e monitorar os incêndios em Mato Grosso do Sul é Aquidauana, região pantaneira que sofre com as queimadas. Imagens aéreas de sobrevoo feito pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil revelam o cenário de destruição.

Do alto é possível ver vários focos ativos de incêndio e muita fumaça que em alguns pontos encobre quase tudo que a vista alcança.

Segundo os integrantes da força-tarefa, os sobrevoos foram decisivos para identificar a proporção dos incêndios nas áreas críticas. São apontados como prioritários incêndios em Aquidauana, próximo a BR-262 e na fazenda Caiman; em Corumbá, na fazenda Piúva; e na região da Serra da Bodoquena. Outro foco, mas que já estaria em processo de controle, fica na região da aldeia Taunay-Ipegue, também em Aquidauana.

A perspectiva de chuvas que sejam efetivas contra os incêndios em MS é muito baixa. De acordo com as análises climáticas, a estiagem pode atravessar o mês de outubro sem precipitações significativas, o que pode até mesmo agravar a situação. Além do calor intenso e a falta de chuva que dificulta o combate aos incêndios, o crescimento da vegetação também prejudica o combate.

Confira as imagens do sobrevoo:

Jornal Midiamax