Cotidiano

VÍDEO: Após chuva forte, erosão cresce e ‘engole’ metade de avenida

As chuvas dos últimos dias foram responsáveis por aumentar uma erosão de grandes dimensões em Sete Quedas, a cerca de 460 km de Campo Grande. Com isso, o avanço da erosão fez desaparecer, na última sexta-feira (10), metade da Avenida Dom Pedro II. De acordo com a defesa civil, o problema é antigo. Desde o […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 12/05/2019, às 11h31

Erosão alcançou metade da Avenida Dom Pedro II, em Sete Quedas (Foto: Divulgação | Defesa Civil)
Erosão alcançou metade da Avenida Dom Pedro II, em Sete Quedas (Foto: Divulgação | Defesa Civil) - Erosão alcançou metade da Avenida Dom Pedro II, em Sete Quedas (Foto: Divulgação | Defesa Civil)

As chuvas dos últimos dias foram responsáveis por aumentar uma erosão de grandes dimensões em Sete Quedas, a cerca de 460 km de Campo Grande. Com isso, o avanço da erosão fez desaparecer, na última sexta-feira (10), metade da Avenida Dom Pedro II.

De acordo com a defesa civil, o problema é antigo. Desde o final de 2017 a erosão já existia vem avançando desde então. No início de 2018, portanto, a administração municipal entrou com pedido de situação de emergência, que foi homologado nas instâncias estadual e federal.

VÍDEO: Após chuva forte, erosão cresce e 'engole' metade de avenida
Situação foi agravada com chuvas dos últimos dias (Foto: Divulgação | Defesa Civil)

“Esse pedido foi reconhecido pelo governo do Estado e pelo antigo Ministério de Integração Nacional. Porém o recurso não foi liberado a tempo e a erosão cresceu”, destaca Willan Pavão, engenheiro civil e coordenador municipal da Defesa Civil em Sete Quedas.

O recurso, de quase R$ 2 milhões, só foi empenhado no fim do ano passado. “Mas aí, por conta das chuvas, a erosão aumentou e atingiu a pavimentação. Por conta disso, fizemos a solicitação de um aditivo de meta para a recuperação”, destaca o coordenador.

A liberação do recurso só ocorreu em abril. A partir daí, a Câmara dos Vereadores do município votou lei orçamentária que permite a abertura da licitação – o que deve ocorrer na próxima semana, para ser encaminhada ao atual Ministério do Desenvolvimento Regional.

VÍDEO: Após chuva forte, erosão cresce e 'engole' metade de avenida
Ponte de madeira será substituída por ponte de concreto (Foto: Divulgação | Defesa Civil)

Uma ponte de madeira sobre o Rio Iguaçuzinho, também em Sete Quedas, deverá ser beneficiada com a liberação dos recursos. Em seu lugar, uma ponte de concreto deverá ser construída.

“Só precisamos pedir a inclusão dessa meta de recuperação da pavimentação porque quando foi declarado situação de emergência, os técnicos não aprovaram o pedido, pois a erosão, naquele momento não estava na pista”, destaca Pavão.

“Como a erosão já estava no asfalto quando eles empenharam o recurso, fizemos a solicitação da inclusão da meta novamente e eles aprovaram”, aponta.

Paliativos

A Avenida Dom Pedro II é uma via arterial de Sete Quedas que faz a ligação entre dois pontos da Via Internacional – o município está na fronteira com o Paraguai. As chuvas não deixaram desabrigados na cidade.

De acordo com o coordenador, o secretário de obras do município, Valdecir Fernandes, determinou intervenção paliativa para diminuir o avanço da erosão, que já está a poucos metros de residências.

“Quando as chuvas estiarem, vamos usar o maquinário para colocar cascalho, pedras, enfim, o que pudermos fazer para evitar mais prejuízos, já que ali perto há casas, rede elétrica… Se a erosão chegar lá pode ser uma tragédia”, conclui.

Jornal Midiamax