Cotidiano

Tendência é reajuste linear de 4,17% para servidores da Capital, aponta secretário

A tendência da Prefeitura de Campo Grande será conceder reajuste linear de 4.17% aos servidores do município. A informação foi repassada pelo secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, durante audiência na Câmara de Vereadores para apresentação do balanço financeiro referente ao 1° quadrimestre do exercício de 2019. O secretário informou que as trata...

Danúbia Burema Publicado em 31/05/2019, às 16h56 - Atualizado às 18h53

Secretário apresentou balanço em audiência na Câmara. Foto. Leonardo França
Secretário apresentou balanço em audiência na Câmara. Foto. Leonardo França - Secretário apresentou balanço em audiência na Câmara. Foto. Leonardo França

A tendência da Prefeitura de Campo Grande será conceder reajuste linear de 4.17% aos servidores do município. A informação foi repassada pelo secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, durante audiência na Câmara de Vereadores para apresentação do balanço financeiro referente ao 1° quadrimestre do exercício de 2019.

O secretário informou que as tratativas estão sendo feitas com diversas categorias  do funcionalismo, mas nenhum acordo salarial foi fechado ainda.

“Estamos negociando com as categorias, principalmente com a ACP [Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação] que tradicionalmente é a primeira porque tem mais de oito mil filiados. Estamos discutindo esse 4.17% de que forma seria dado, estamos propondo o parcelamento já colocar em outubro e dezembro e estamos aguardando a posição do sindicato”, detalhou o secretário.

Segundo ele, houve reuniões da administração com o sindicato nesta semana. Na próxima, as conversas continuam com outros representantes dos servidores. “Temos agendado com o Sisem [Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Campo Grande] para o dia 10, temos uma conversa com o pessoal da enfermagem, temos falado com o sindicato dos médicos, mas a ideia do prefeito é de reajuste linear para todas as categorias”, adiantou.

Jornal Midiamax