Cotidiano

Temporal com granizo em Ponta Porã deixou estragos e foi causado por fenômeno climático

A tempestade de granizo que caiu por volta das 20h da quinta-feira (22) sobre a região de Ponta Porã, a cerca de 345 km de Campo Grande, deixou cenário de estragos e causou transtorno a moradores. De acordo com a Defesa Civil do município, pelo menos duas ocorrências de munícipes foram registradas nas primeiras horas […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 23/08/2019, às 08h58 - Atualizado às 15h26

Foto: Reprodução | Youtube
Foto: Reprodução | Youtube - Foto: Reprodução | Youtube

A tempestade de granizo que caiu por volta das 20h da quinta-feira (22) sobre a região de Ponta Porã, a cerca de 345 km de Campo Grande, deixou cenário de estragos e causou transtorno a moradores. De acordo com a Defesa Civil do município, pelo menos duas ocorrências de munícipes foram registradas nas primeiras horas da manhã. Mas, o número pode aumentar, já que o órgão ainda faz monitoramento dos estragos.

Temporal com granizo em Ponta Porã deixou estragos e foi causado por fenômeno climático
Moradores registraram grande quantidade de granizo após a tempestade | Foto: WhatsApp | Do Leitor

“Hoje pela manhã foram duas ocorrências de alagamento em residência e destelhamento. Mas, já identificamos queda de muros, queda de árvores, alagamento de ruas e perda de materiais”, destaca Lucila Canhete, da Defesa Civil de ponta Porã.

Segundo ela, os fortes ventos da chuva de granizo seguiam em direção de Dourados, a cerca de 200 km de Campo Grande. Porém, a Defesa Civil do município afirmou nesta manhã que houve chuva, porém, dentro da normalidade e que não foram registradas ocorrências.

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul), a instabilidade na região foi motivada pela presença de um sistema de baixa pressão em altitude conhecido como cavados de médios níveis. Os números por trás da tempestade de granizo, no entanto, surpreendem. Isso porque o índice pluviométrico é considerado baixo.

Em Ponta Porã, o volume registrado foi de apenas 1,2 milímetros. Também na região, Amambai registrou apenas 1 milímetro. Em Juti, foram 0,6 milímetros. Em Dourados, onde a chuva não causou percalços, o centro monitorou 1,8 milímetros (confira tabela da estiagem).

Durante a tempestade, foram registradas queda e oscilação de energia em alguns bairros, além de intensa chuva de granizo com fortes ventos, o que contribuiu para que estragos fossem maiores. Na manhã desta sexta-feira (23), no entanto, já parou de chover na cidade. De acordo com a Defesa Civil, o céu está claro, sem nebulosidades, e faz 28°C em Ponta Porã.

Vídeos registraram momentos da tempestade em Ponta Porã:

* Atualizado às 09h42 para acréscimo de informações

Jornal Midiamax