Cotidiano

Sem respostas de secretaria, merendeiras esperam por convocação

O processo seletivo para merendeiros realizado pela SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) no mês de fevereiro deste ano ainda não teve uma primeira chamada e a demora está causando preocupação em alguns participantes que esperam por um resultado. A merendeira Mirete Roseli, de 46 anos é uma das concorrentes que esperam pela convocação ou […]

Vinícius Costa Publicado em 25/04/2019, às 15h52 - Atualizado em 26/04/2019, às 08h53

Foto: Ilustrativa/PMCG
Foto: Ilustrativa/PMCG - Foto: Ilustrativa/PMCG

O processo seletivo para merendeiros realizado pela SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) no mês de fevereiro deste ano ainda não teve uma primeira chamada e a demora está causando preocupação em alguns participantes que esperam por um resultado.

A merendeira Mirete Roseli, de 46 anos é uma das concorrentes que esperam pela convocação ou até mesmo, por uma resposta da secretaria para que deixe os participantes mais atentos e menos preocupados. “As contas já estão chegando e nós confiamos nesse processo seletivo e nenhuma resposta até agora”, lamentou.

Ela explica que quando foi feito o certame, na outra semana em tese, ficou combinado que seriam chamados, mas que até momento não houve nenhum chamamento público. Mirete conta que fica diariamente à espera do resultado e conta que alguns colegas estão começando a passar por dificuldade.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a SAS, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

Jornal Midiamax