Cotidiano

Secretaria de Educação cria comitê para aprimoramento de docentes do Estado

A SED (Secretaria de Estado de Educação) criou o Comitê de Articulação da Formação Docente nesta segunda-feira (17), por meio de publicação do Diário Oficial do Estado. O grupo tem por objetivo “atuar na interlocução e mobilização das redes de ensino e instituições formadoras, em prol do aprimoramento da formação de professores da Educação Básica”. […]

Daiany Albuquerque Publicado em 17/06/2019, às 15h28

Sede da Secretaria de Estado de Educação. (Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo)
Sede da Secretaria de Estado de Educação. (Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo) - Sede da Secretaria de Estado de Educação. (Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo)

A SED (Secretaria de Estado de Educação) criou o Comitê de Articulação da Formação Docente nesta segunda-feira (17), por meio de publicação do Diário Oficial do Estado. O grupo tem por objetivo “atuar na interlocução e mobilização das redes de ensino e instituições formadoras, em prol do aprimoramento da formação de professores da Educação Básica”.

Segundo publicação, entre as atribuições do comitê estão: “propor mecanismos de apoio complementar ao bom andamento dos programas de formação inicial e continuada de professores; subsidiar e dar amplo conhecimento aos sistemas estadual e municipais de educação das diretrizes, objetivos e procedimentos de operacionalização dos programas da Capes [Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior] de formação inicial e continuada de professores; propor ações específicas para a garantia de permanência e rendimento satisfatório dos professores e licenciandos beneficiários dos programas de formação inicial e continuada”.

O grupo será formado por 12 membros, sendo um representante da Capes, dois da SED-MS (Secretaria de Estado de Educação), dois representantes da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), um da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), um da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), um da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), um representante da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), um do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), um do CEE (Conselho Estadual de Educação), e um da UNCME (União Nacional dos Conselhos Municipais).

Os membros do comitê não terão remuneração por sua participação em reuniões do grupo. A resolução que criou o Comitê entrou em vigor nesta segunda-feira.

Jornal Midiamax