Cotidiano

Rodovias estaduais registram cinco acidentes e duas mortes em 5 dias de operação

A Operação Ano Novo, deflagrada pelo BPMRv (Batalhão de Polícia Militar Rodoviária) entre 28 de dezembro de 2018 e 2 de janeiro desta ano, registrou duas mortes e cinco acidentes no período. De acordo com a corporação, a fiscalização foi mais intensa nesta edição, que teve um dia a mais, em comparação à anterior. O […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 02/01/2019, às 10h04 - Atualizado às 11h33

(Foto: Divulgação | BPMRv)
(Foto: Divulgação | BPMRv) - (Foto: Divulgação | BPMRv)

A Operação Ano Novo, deflagrada pelo BPMRv (Batalhão de Polícia Militar Rodoviária) entre 28 de dezembro de 2018 e 2 de janeiro desta ano, registrou duas mortes e cinco acidentes no período. De acordo com a corporação, a fiscalização foi mais intensa nesta edição, que teve um dia a mais, em comparação à anterior. O número de acidentes e de mortes, porém, manteve-se praticamente igual.

Os números divulgados pela BPRMv trazem a vistoria de 3.793 veículos e emissão de 418 autos de infração. Na edição de 2017/2018, foram fiscalizados 2.878 veículos e 178 infrações foram aplicadas. A comparação entre os períodos reflete num aumento de cerca de 88%.

Já em relação aos acidentes, os números aumentaram, inclusive em relação ao número de vítimas. Os cinco acidentes reportados tiveram 14 vítimas, das quais 10 eram leves, duas graves e duas fatais – uma na MS-395, em Brasilândia, e outra na MS-306, em Costa Rica. No último ano, foram 4 acidentes e 6 vítimas – das quais 2 foram leves, uma grave e 2 fatais. O número de mortes, portanto, permaneceu igual.

Prisões e apreensões

Rodovias estaduais registram cinco acidentes e duas mortes em 5 dias de operação
(Foto: Divulgação | BPMRv)

No último balanço, o BPMRv realizou apreensão de 1.500 pacotes de cigarro de origem estrangeira contrabandeados, além de 537,9 Kg de maconha e 2,7 Kg de haxixe. O número de prisões aumentou de 1 para 5 e em relação a drogas apreendidas, a diferença foi de mais de meia tonelada.

Além disso, seis prisões foram registradas, sendo uma por desrespeito à Lei Seca, duas por tráfico, uma por contrabando, uma por mandado de prisão em aberto e duas por condução de veículo com direito suspenso ou cassado.

Segundo o Batalhão, o período de maior fluxo viário registrado ocorreu na manhã do sábado (29) e a tarde de terça-feira (01), com cerca de 50% de aumento no fluxo de veículos nas rodovias.

Durante os 5 dias de operação, 180 policiais militares atuaram 12 Bases Operacionais Rodoviárias fixas, distribuídas pelos municípios de Amambai, Campo Grande, Corumbá, Bonito, Dourados, Ivinhema, Maracaju, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Doze equipes volantes também foram distribuídas estrategicamente nos locais e horários mais vulneráveis dos cerca de 15 mil km das rodovias estaduais.

Jornal Midiamax