Cotidiano

Reviva Centro pode ser entregue ainda em 2019, diz prefeitura

Durante visita de fiscalização dos vereadores da Capital às obras do Reviva Centro da 14 de Julho, nesta manhã (18), o secretário da Sisep (Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fiorese, afirmou que toda a reforma pode ser entregue ainda em 2019. A previsão inicial era que a entrega seria em março de 2020. Com uma […]

Kamila Alcântara Publicado em 18/04/2019, às 13h45 - Atualizado em 19/04/2019, às 08h38

Foto: Kamila Alcântara
Foto: Kamila Alcântara - Foto: Kamila Alcântara

Durante visita de fiscalização dos vereadores da Capital às obras do Reviva Centro da 14 de Julho, nesta manhã (18), o secretário da Sisep (Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fiorese, afirmou que toda a reforma pode ser entregue ainda em 2019. A previsão inicial era que a entrega seria em março de 2020.

Com uma equipe técnica que fiscaliza diariamente as obras, o secretário acredita que até dezembro está tudo pronto. “Estamos animados pois a obra está seguindo rápido, provavelmente entregaremos antes do prazo inicial, que seria março do ano que vem”, acredita Rudi.

Reviva Centro pode ser entregue ainda em 2019, diz prefeitura
Proprietário da Engepar (direita), Carlos Clementino, conversando com secretário municipal de Obras, Rudi Fiorese, durante fiscalização dos vereadores. (Foto: Kamila Alcântara)

Quatro vereadores, representando a Câmara Municipal, foram recebidos por Carlos Clementino, sócio proprietário da Engepar, empresa responsável pela obra. “É muito bom para nós que tenha essas fiscalizações, pois essa é uma obra com decisões diárias, pois encontramos muitos improvisos antigos que é preciso refazer”, explica.

Carlos afirma que a obra está ali para todo mundo ver, mesmo sendo um desafio. “Não queremos esconder nada de ninguém, está aqui para todo mundo ver. Os vereadores, a Prefeitura e a própria população, pois o Centro não fechou. Nós também convidamos a população para vir fazer compras aqui, está funcionando”, pontuou.

Estavam na visita técnica o vereador Papy (Solidariedade), Vinícius Siqueira (DEM), Ayrton Araújo (PT) e Junior Longo (PSB). “Para nós é de extrema importância vir até a obra acompanhar o trabalho da empresa. Outra coisa importante é que valorizamos que seja uma empresa daqui, não de fora, já os lucros vão continuar na nossa cidade”, disse Junior Longo.

No momento, a rua 14 de Julho está interditado no trecho entre a Afonso Pena e a Barão do Rio Branco. Já da rua 15 de Novembro até a Afonso Pena, o trafego foi liberado, mas estão concluindo o prolongamento da calçada e estacionamento.

Jornal Midiamax