Cotidiano

Prestes a superar 2018, maior fiscalização aumentou casos de embriaguez ao volante, diz PM

Campo Grande registra, até este sábado (3), 1.126 motoristas que beberam e dirigiram em 2019. O número está a 15 casos de superar a quantidade de flagrados em todo o ano de 2018, mas o Batalhão de Trânsito afirma que o dado mostra o aumento das fiscalizações nas ruas da cidade. “Não significa que o […]

Mayara Bueno Publicado em 03/08/2019, às 09h58 - Atualizado às 17h08

Batalhão de trânsito em Campo Grande. (Divulgação, BPTran)
Batalhão de trânsito em Campo Grande. (Divulgação, BPTran) - Batalhão de trânsito em Campo Grande. (Divulgação, BPTran)

Campo Grande registra, até este sábado (3), 1.126 motoristas que beberam e dirigiram em 2019. O número está a 15 casos de superar a quantidade de flagrados em todo o ano de 2018, mas o Batalhão de Trânsito afirma que o dado mostra o aumento das fiscalizações nas ruas da cidade.

“Não significa que o cidadão esteja ingerindo mais bebida alcoólica e dirigindo em seguida. Isso é aumento da fiscalização e a gente percebe isso pelo número de acidentes, que reduziu bastante”, afirma o comandante do Batalhão de Trânsito, tenente-coronel Franco Alan.

Na blitz de sexta-feira (2) para sábado, a Polícia de Trânsito autuou 12 motoristas que, por apresentarem índices inferiores a 0,33 mg/l, não foram presos, mas vão responder a processo administrativo com pagamento de multa de R$ 3 mil, suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), além do registro de sete pontos no documento.

Dos 12 casos, nove se recusaram a fazer o teste do bafômetro, mas apresentaram sinais de terem ingerido álcool. A fiscalização aconteceu na Avenida Costa e Silva, durante a madrugada.

Com os casos da recente blitz, Campo Grande chega a 1.126, enquanto, em 2018, foram 1.141. “O que a gente percebe é que o cidadão tem mudado o comportamento em relação a essa conduta e tem evitado dirigir quando ingere bebida. Nas festas, se comenta da Lei Seca e as pessoas estão se acostumando a pegar aplicativos de transporte e táxi”.

Foram aplicados 117 testes de bafômetro, aplicadas 25 notificações, 85 veículos abordados. Também foram flagradas cinco pessoas sem habilitação, 15 documentos, entre os de motoristas e de veículos, foram recolhidos e foi constatado vencimento de cinco licenciamentos.

Jornal Midiamax