Cotidiano

Para combater fraudes, carteiras de habilitação em MS ganham etapa de validação facial

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) implementou desde a última segunda-feira (22) etapa de validação facial no processo de emissão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O procedimento busca combater fraudes, aumentando a segurança dos dados de usuários. A nova tecnologia torna mais difícil, por exemplo, que estelionatários emitam carteiras com foto falsa […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 24/09/2019, às 17h14 - Atualizado em 25/09/2019, às 07h55

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) implementou desde a última segunda-feira (22) etapa de validação facial no processo de emissão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O procedimento busca combater fraudes, aumentando a segurança dos dados de usuários.

A nova tecnologia torna mais difícil, por exemplo, que estelionatários emitam carteiras com foto falsa e dados da vítima. Além de MS, a validação facial já é utilizada no Espirito Santo, Acre, Pernambuco e Santa Catarina. A previsão é de que até 11 de novembro mais 22 estados adotem o procedimento.

O procedimento de validação facial é usado na identificação de candidatos e condutores em processo de habilitação, de renovação CNH, mudança ou adição de categoria e renovação da CNH.

Antes da autorização de emissão, é feita a coleta e a checagem biométrica junto ao banco de imagens do Renach. Assim, após a tentativa de validação dos dados, quando o índice de similaridade é menor que 90%, o documento é bloqueado.

Dentre os benefícios, estima-se que a etapa de validação facial traz economia para os Detran, já que o procedimento é centralizado. A medida também proporciona a queda de sinistros em decorrência de furto com a utilização de CNH falsa e até mesmo a diminuição do valor das apólices de seguro veicular.

Jornal Midiamax