Cotidiano

MPF vai transportar eleitores que quiserem votar no Forte Coimbra

O MPF (Ministério Público Federal) realizou junto os eleitores de Forte Coimbra, um levantamento para colocar em funcionamento a seção eleitoral que já existe no local. Sem empecilhos do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), agora o órgão em parceria com o Exército vai transportar os eleitores até o cartório eleitoral em […]

Ana Paula Chuva Publicado em 12/04/2019, às 17h06

Foto: Arquivo/Midiamax
Foto: Arquivo/Midiamax - Foto: Arquivo/Midiamax

O MPF (Ministério Público Federal) realizou junto os eleitores de Forte Coimbra, um levantamento para colocar em funcionamento a seção eleitoral que já existe no local. Sem empecilhos do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), agora o órgão em parceria com o Exército vai transportar os eleitores até o cartório eleitoral em Corumbá para transferência de título.

Forte Coimbra é um distrito de Corumbá, localizado a 100 quilômetros do município. No local há 30 eleitores aptos a votar, além de militares e alguns moradores de cinco propriedades rurais no entorno, uma média de 3 residentes em cada.

Para cada um dos moradores existe um desgaste físico em dias de eleições, já que precisam ir até Corumbá realizar o ato. Uma viagem de sete horas de barco, que acontece de madrugada, retornando somente no período da noite. Exaustiva principalmente para os eleitores idosos.

A análise da viabilidade técnica foi pedida pelo MPF ao TRE-MS (Tribunal Refional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) em 2015, mas à época o tribunal colocou empecilhos de ordem orçamentária e alegou ser inviável a instalação da seção no ano de 2016.

No ano de 2017, mais uma vez o MPF deu entrada nos trâmites processuais, e dessa vez, o TRE-MS não apontou obstáculos, técnicos ou orçamentários, para o funcionamento da seção eleitoral já instalada no local.

De acordo com o MPF, ainda não foram registradas inscrições ou transferências de eleitorais para a nova seção eleitoral. Dessa forma, o órgão, com a ajuda do Exército, promoveu o levantamento com o objetivo de agendar data para transporte dos interessados até o cartório eleitoral, para que eles passem a votar na nova seção, garantindo-se o pleno exercício dos direitos políticos pelos cidadãos de Forte Coimbra.

Jornal Midiamax