Cotidiano

Motoristas de aplicativo protestam após ter acesso a plataforma negado

Aproximadamente 40 motoristas de aplicativo estão reunidos na manhã desta sexta-feira (27) em frente à sede da Urban do Brasil, localizada no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande, pedindo explicações da empresa após a plataforma negar o acesso aos profissionais. De acordo com os motoristas, o aplicativo parou por volta das 20h da quinta-feira (26) […]

Ana Paula Chuva Publicado em 27/12/2019, às 09h14 - Atualizado às 10h14

(Leonardo de França | Midiamax)
(Leonardo de França | Midiamax) - (Leonardo de França | Midiamax)

Aproximadamente 40 motoristas de aplicativo estão reunidos na manhã desta sexta-feira (27) em frente à sede da Urban do Brasil, localizada no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande, pedindo explicações da empresa após a plataforma negar o acesso aos profissionais.

De acordo com os motoristas, o aplicativo parou por volta das 20h da quinta-feira (26) e eles não conseguiram mais acessar a plataforma. “Nesse final de ano o fluxo aumenta de corridas e ter um aplicativo a menos é prejudicial. Ele parou ontem e não conseguimos mais acessar”, relatou Ademilson Leal.

Motoristas de aplicativo protestam após ter acesso a plataforma negado
(Leonardo de França | Midiamax)

Reunidos na sede da empresa em Campo Grande, os profissionais foram surpreendidos com o local fechado e um aviso de retorno apenas no dia 6 de janeiro, o que aumentou a preocupação. “Nós não conseguimos resolver nada, nem no aplicativo, nem por e-mail, somente aqui na sede e agora está de recesso. E se o aplicativo não voltar? E se não tivermos nossos créditos de volta? É a segunda vez que a plataforma para, estamos preocupados”, informou Everton Souza.

Aos motoristas, um funcionário da Urban do Brasil, informou por áudio no aplicativo WhatsApp que a situação estaria sendo resolvida nas próximas horas desta sexta-feira e que a plataforma parou por um problema na capacidade do servidor. E que os créditos dos motoristas seriam transferidos automaticamente.

Ao Jornal Midiamax a empresa Urban explicou que está migrando a plataforma para um novo sistema. “A outra base era um sistema que não conseguíamos atualizar direito, então a Urban decidiu migrar para uma nova base, mas nós avisamos os motoristas através de informes”, explicou Assuero Domício de Sá.

O representante afirmou ainda que o sistema já foi normalizado e quem já efetuou a migração está recebendo corridas normalmente, assim como os créditos que tinham junto à empresa estão sendo repassados.

* Matéria atualizada às 10h15 para acréscimo de informações. 

Jornal Midiamax