Cotidiano

Para moradores, ponte que caiu pela 3ª vez é prova de descaso com Bairro São Conrado

A chuva recente que caiu em Campo Grande voltou a fazer estragos em mais um bairro, desta vez, o São Conrado foi afetado com parte da ponte que fica sobre o Córrego Lagoa na Avenida Panambi Verá, desmoronou e parte da calçada e do asfalto foram destruídos, deixando um buraco de aproximadamente três metros. No […]

Vinícius Costa Publicado em 22/03/2019, às 10h53 - Atualizado às 15h19

Parte da ponte desmoronou e acabou deixando a rua quase interditada. (Foto: Marcos Ermínio)
Parte da ponte desmoronou e acabou deixando a rua quase interditada. (Foto: Marcos Ermínio) - Parte da ponte desmoronou e acabou deixando a rua quase interditada. (Foto: Marcos Ermínio)

A chuva recente que caiu em Campo Grande voltou a fazer estragos em mais um bairro, desta vez, o São Conrado foi afetado com parte da ponte que fica sobre o Córrego Lagoa na Avenida Panambi Verá, desmoronou e parte da calçada e do asfalto foram destruídos, deixando um buraco de aproximadamente três metros. No local, placas da Agetran estão sinalizando o iminente perigo.

Para alguns moradores da região, o buraco traz uma sensação de imagem negativa para o bairro, já que a afirmação é de que esse incidente, acontece pela terceira vez em menos de um ano, indo para a quarta reforma. Na ponte, tem um adutora – canal de tubulação, que fazia parte da estrutura e aparentou não sofrer com as quedas.

“Fica uma imagem negativa, parece que o prefeito não está nem aí para o bairro. Vou ter que passar pela rua, pode ter um atropelamento ou qualquer outro acidente”. O relato foi de uma vendedora de 28 anos, que preferiu não se identificar. Ela praticava caminhada quando parou para falar com a reportagem.

Para moradores, ponte que caiu pela 3ª vez é prova de descaso com Bairro São Conrado
O pedreiro Ernande mora na região e conta que é terceira vez que acontece o incidente. (Foto: Marcos Ermínio)

Um dos moradores que estava no local e olhava calmamente o estrago feito pela chuva, afirmou que o que mais chama atenção é a deficiência nas obras. “Tem que ser um serviço bem feito. Terceira vez que acontece isso [desmoronamento], vai para a quarta reforma”, afirmou o pedreiro Ernande Corrêa do Santo, 49 anos.

Além das reclamações, moradores afirmaram que por conta das duas outras quedas de parte da ponte, um carro acabou caindo no córrego.

Os motoristas e ciclistas sofrem com a via encurtada. Linhas de ônibus, como a 307 – São Conrado passam pela Avenida Panambi Verá e pela ponte, e enquanto a reportagem esteve no local, dois ônibus fizeram a travessia quase na contramão para desviar das placas que alertam sobre o buraco, podendo causar um maior acidente.

Um motorista de ônibus, que preferiu aparecer de forma anônima, explica que nestes casos, as obras irão atrapalhar muito, porque segundo ele, “quando fechar para a reforma, a gente vai ter que desviar, fazer outro trajeto”, afirma. A ação deve aumentar o tempo do trajeto feito.

A motorista Erivania Ferreira, 41 anos conta que esse tipo de situação atrapalha bastante o trânsito podendo causar vários acidentes e também. “Fora os riscos materiais que pode acontecer”.

Denuncia

O leitor Francisco Dias, 35 anos, funcionário público enviou as fotos para o Jornal Midiamax e contou que faz pelo menos 15 dias que realizaram um conserto na obra. “Eles fazem um serviço superficial e embaixo fica um buraco, quando vem a chuva leva todo o aterro que faz a escora. Iminente perigo, pode vir a cair veículos e pessoas”, disse.

Reformas

Em nota, a Prefeitura de Campo Grande informou que engenheiros da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) estarão no local ainda nesta sexta-feira para “definir que tipo de intervenção será necessária para resolver o problema”.

Jornal Midiamax