Cotidiano

Influência climática favorece colheita de milho em MS

O tempo firme favoreceu o agricultor de Mato Grosso do Sul avançar na colheita do milho. A evolução da colheita nos últimos dez dias foi de aproximadamente 11,3% no Estado, o equivalente a 216.734 hectares. Mais da metade (55%) da área cultiva já está colhida, de acordo com a Associação dos Produtores de Soja e […]

Andreza Nunes Publicado em 31/07/2019, às 17h40

Foto:/Divulgação
Foto:/Divulgação - Foto:/Divulgação

O tempo firme favoreceu o agricultor de Mato Grosso do Sul avançar na colheita do milho. A evolução da colheita nos últimos dez dias foi de aproximadamente 11,3% no Estado, o equivalente a 216.734 hectares. Mais da metade (55%) da área cultiva já está colhida, de acordo com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de MS (Aprosoja/MS).

Esse ritmo acelerado tem influência climática. Segundo o modelo Agritempo (Sistema de Monitoramento Agro Meteorológico), as diferentes áreas de Mato Grosso do Sul se encontram 46 dias sem chuva.

Segundo o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke, “Até o momento identificamos uma safra estável, sem muitas intempéries. Mas ainda temos um bom percentual a ser colhido. Nenhuma praga ou doença atacou de forma significativa e o clima, apesar de uma geada, ainda se mostra como um aliado do produtor nesta safrinha”.

A porcentagem de área colhida em relação ao mesmo período da safra passada, encontra-se superior em aproximadamente 25,5%. “Essa maior agilidade tem relação também com o período do plantio. Consideramos que cerca de 90% das lavouras efetuaram o plantio até 15 de março, janela ideal para semear. Junto ao clima favorável no desenvolvimento da safra, estamos otimistas e na expectativa de uma safra recorde de milho”, finaliza o presidente.

Jornal Midiamax