Cotidiano

Homem sofre queimaduras após vazamento de gás e Bombeiros alertam para cuidados

Um homem de 58 anos sofreu um acidente depois de vazamento de gás GLP quando cozinhava em um fogareiro em Corumbá, a 425 km de Campo Grande. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, que fez os primeiros socorros. O homem teve queimaduras de 1° e 2° grau no rosto, tórax, abdômen, braço, antebraço, ombro […]

Mylena Rocha Publicado em 23/04/2019, às 08h52

Foto: Corpo de Bombeiros de Corumbá
Foto: Corpo de Bombeiros de Corumbá - Foto: Corpo de Bombeiros de Corumbá

Um homem de 58 anos sofreu um acidente depois de vazamento de gás GLP quando cozinhava em um fogareiro em Corumbá, a 425 km de Campo Grande. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, que fez os primeiros socorros. O homem teve queimaduras de 1° e 2° grau no rosto, tórax, abdômen, braço, antebraço, ombro e joelhos.

A vítima contou aos Bombeiros que estava cozinhando em um fogareiro adaptado em um botijão de gás, quando chamas começaram a sair. Para parar o fogo, o homem tentou deitar o botijão, quando houve uma explosão, que acabou causando os ferimentos.

Para evitar novas vítimas de situações relacionadas ao vazamento de gás, o Corpo de Bombeiros de Corumbá deu algumas dicas. Em caso de vazamento sem fogo, a recomendação é fechar o registro de gás, afastar as pessoas do local, não acionar interruptores de eletricidade e desligar a chave geral de energia somente se estiver do lado de fora da casa. Além disso, a pessoa não deve fumar nem acender isqueiros.

Em caso de vazamento em ambiente fechado, a recomendação é abrir as portas e janelas. “Entre em contato com a empresa distribuidora de gás e, em casos mais graves, chame o Corpo de Bombeiros Militar no número 193”, aconselha.

Já em casos de vazamento de gás com chamadas, os Bombeiros aconselham fechar o registro de gás, afastar pessoas do local, desligar a chave geral de eletricidade e, se puder, retirar os materiais combustíveis do local. Depois, a vítima deve acionar o Corpo de Bombeiros.

Jornal Midiamax