Cotidiano

Expulsão de aluno e boato sobre massacre deixam alunos da Uniderp em pânico

Alunos da Uniderp entraram em contato com a reportagem do Jornal Midiamax para avisar sobre um boato de que um estudante da instituição, que foi afastado, teria ameaçado fazer um massacre parecido com o de Suzano (SP). O fato teria deixado os universitários temerosos. De acordo com um dos estudantes, quando ele chegou a universidade, […]

Daiany Albuquerque Publicado em 31/05/2019, às 10h37 - Atualizado em 01/06/2019, às 10h47

 (Foto: Arquivo/Midiamax)
(Foto: Arquivo/Midiamax) - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Alunos da Uniderp entraram em contato com a reportagem do Jornal Midiamax para avisar sobre um boato de que um estudante da instituição, que foi afastado, teria ameaçado fazer um massacre parecido com o de Suzano (SP). O fato teria deixado os universitários temerosos.

De acordo com um dos estudantes, quando ele chegou a universidade, na sede localizada na avenida Ceará, o local estava “cheio de polícia por conta das ameaças”. Segundo ele, um dos alunos foi expulso recentemente e teria dito que faria “o mesmo que na escola onde aqueles dois jovens entraram e mataram todo mundo”.

Ainda conforme o universitário, a instituição informou para os estudantes que o jovem foi afastado da Uniderp por “não se portar em conformidade com o regimento interno da instituição”. O fato chegou a reitoria, onde foi aberto uma sindicância, que resultou na saída do jovem.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Uniderp, que confirmou o afastamento do aluno, porém, negou ter conhecimento sobe as ameaças. “A Uniderp esclarece que desconhece novas informações sobre o tema e ratifica que o estudante foi afastado por adotar postura que contraria as normas de convivência da universidade”.

Suzano

No dia 13 de março deste ano dois ex-alunos da Escola Estadual Raul Brasil, de 17 e 25 anos, encapuzados e armados entraram na instituição, em Suzano, e deixaram dez mortos, dos quais duas funcionárias da escola, cinco alunos, um comerciante e os dois atiradores.

Jornal Midiamax